Planetário do Rio inscreve para um dia de atividades nas férias
Segunda feira, 23 Julho 2018 14:40:50 -0000

Criançada poderá passear no Museu do Universo e assistir a sessões de cúpula. Basta entregar um quilo de alimento. Crianças assistirão a sessões de cúpula e visitarão o Museu do Universo Reprodução / TV Globo Que tal passar "Um Dia de Férias no Planetário"? Estão abertas as inscrições para atividades gratuitas no espaço, que fica na Gávea, na Zona Sul do Rio. São 5 mil vagas para crianças de 6 a 12 anos. Os participantes vão assistir a sessões nas cúpulas Carl Sagan e Galileu Galilei; visitar o Museu do Universo e participar de experimento de lançamento de foguete no anfiteatro. Serão servidos, ainda, lanches e almoço para as crianças. A programação é realizada pela Fundação Planetário, em parceria com o Sesc. Como participar É necessário fazer a pré-inscrição no site do Planetário Há vagas até o fim desta semana, dia 27 Para participar, cada pessoa deverá entregar 1kg de alimento não perecível; o responsável deve levar ainda um documento de identidade. O dia de atividades vai das 9h às 17h O Planetário da Cidade fica na Rua Vice-Governador Rubens Berardo 100, na Gávea.


Mesmo com registro cassado no DF, Dr. Bumbum poderá atender se for solto
Segunda feira, 23 Julho 2018 13:56:14 -0000

Processo, que está em fase de recurso, diz respeito a caso ocorrido em 2016. Denis Furtado pode ser banido da medicina. O médico Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum, é escoltado pela polícia após prisão no Rio de Janeiro Leo Correa/AP Mesmo tendo o registro cassado pelo Conselho Regional de Medicina (CRM) do Distrito Federal, o médico Denis Furtado – conhecido como Dr. Bumbum – ainda pode atender. Ele só ficará impedido de exercer a medicina definitivamente se a cassação for confirmada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). De acordo com o assessor jurídico do CRM, Marco Antônio Medeiros e Silva, cabe recurso contra a cassação dentro do próprio órgão. Portanto, o processo ainda não foi encaminhado ao CFM. “Ainda há espaço para a ampla defesa e o contraditório. Agora, se o registro for cassado de vez, não tem volta. Ele não poderá mais exercer a medicina no país.” Não há prazo para que o conselho federal analise o caso. Ao G1, o CFM informou que não pode "agir de ofício" e cassar o registro de um médico. Antes, o processo precisa ser concluído pelo CRM local. O registro de Dr. Bumbum foi cassado na última quinta-feira (19), devido a um processo iniciado em 2016, em Brasília. A decisão, porém, só foi anunciada pelo conselho do DF cinco dias depois da morte da bancária Lilian Calixto após um procedimento estético realizado no Rio de Janeiro. No processo de 2016, fiscais constataram que ele fazia procedimentos sem a devida higienização (como macas sem lençol descartável) e apresentava fotos de “antes e depois”, o que é proibido na profissão. Na época, o CRM cassou o registro dele de forma cautelar – ou seja, antes de o processo chegar ao fim, devido à gravidade das denúncias. Três meses depois, o médico conseguiu reverter a decisão na Justiça Federal. Procurada pelo G1 nesta segunda-feira (23), a defesa de Dr. Bumbum afirmou que ele vai recorrer da cassação. Relatório do CRM-DF aponta irregularidades em clínica do Dr. Bumbum Preso O médico foi preso na quinta-feira, ao ser encontrado por policiais militares em um centro empresarial na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Ele passou quatro dias foragido. O que se sabe do caso do Dr. Bumbum Dr. Bumbum foi inidiciado pela morte da bancária Lilian Calixto, de 46 anos, após um procedimento estético na cobertura de um apartamento na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Imagens mostram fuga do Dr. Bumbum Fantástico Sem especialização Para atuar como cirurgião plástico – como fazia o Dr. Bumbum –, a residência é obrigatória. São dois anos trabalhando como cirurgião geral e mais três anos fazendo apenas plástica. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), Dr. Bumbum não é especialista e realizava os procedimentos em local inadequado, como o que supostamente matou Lilian Calixto. Um ex-chefe de Furtado afirmou ao G1 que, apesar de se identificar como cirurgião plástico, ele se recusava a fazer residência ou qualquer outra especialização para exercer a medicina. Veja mais notícias sobre a região no G1 DF. Initial plugin text


Adriane Galisteu estreia como vilã em 'O Tempo Não Para' e diz estar preparada para críticas: 'Não vou agradar a todos'
Segunda feira, 23 Julho 2018 09:00:54 -0000

Atriz viverá a estilista Zelda Larocque em sua primeira novela na TV Globo. Adriane Galisteu é a Zelda de 'O tempo não para' Globo/João Miguel Júnior É na pele da vilã Zelda Larocque, de "O tempo não para", próxima novela das 19h, que Adriane Galisteu vai fazer a sua estreia em uma novela da Globo. Na carreira, é a segunda vez que ela faz teledramaturgia. Mas, para a atriz, o desafio é ainda maior e ela acredita que receberá muitas críticas: "Depois de tanto tempo de carreira não ligo. Sei que as críticas virão, eu não tenho a menor dúvida, ainda mais com as redes sociais". "Mas estou tranquila até porque sei que não vou agradar a todos. Minha intenção é fazer o meu trabalho bem feito", comentou. Como toda boa ariana, Galisteu confessa que está ansiosa para o papel, mas que não quer criar muitas expectativas no público. "Digo para o povo: vamos devagar com o andor. Sou ariana, muito ansiosa, uma mulher que às vezes fala demais, dá um passo maior que a perna, mas eu estou devagar porque essa é a minha primeira experiência em novela na Globo. Estou indo bem tranquilinha pra fazer o meu melhor, estou seguindo exatamente o que o diretor pede, o que o autor quer". Ela vai interpretar a melhor amiga de Betina (Cleo) e Maria Carla (Regiane Alves), formando um trio que vai movimentar a trama. "Meu personagem não é o principal, mas ele tem vida e eu estou emprestando minha alma pra ele, estou feliz da vida com o que eu tenho", avalia. Adriane Galisteu no lançamento da novela 'O tempo não para' Globo/Cesar Alves Galisteu, que é casada com o empresário de moda Alexandre Iódice, diz estar à vontade para interpretar uma estilista. "Descobri que não ser estilista não é só desenho e poesia, é muita ralação também. Sou apaixonada por moda, mas não sou escrava dela. As pessoas hoje em dia acham que têm que ter grana para estar na moda, mas isso é um erro. Graças a Deus vivemos um momento muito democrático, não tem mais aquela ditadura do que está ou não na moda. Você coloca o que quer". 'Acham que sou youtuber' Galisteu acha graça quando diz que muitas gerações não conhecem a sua história e que, muitas vezes, precisa se apresentar e falar de sua carreira. Ela tem um canal no YouTube, atua em uma rádio e agora vai estrear na novela das 19h. "Se você quer resultados novos, você precisa fazer coisas novas. Então me coloquei disposta e aberta para o novo. No meu canal do YouTube eu tive que me apresentar, tem uma geração que não me conhece. Os amiguinhos do meu filho acham que eu sou youtuber. Hoje, eu estou na rádio, nas redes, não tenho vergonha de trabalho nem tenho medo do não", declara.


Maioria do armamento apreendido em MS seria levado para o RJ, diz PRF
Sabado, 21 Julho 2018 23:03:20 -0000

Inspetor afirma que 90% do armamento apreendido em Mato Grosso do Sul tinha como destino o estado carioca. Aumenta apreensão de armas em Mato Grosso do Sul A maioria das armas e munições apreendidas em rodovias de Mato Grosso do Sul tinham como destino o Rio de Janeiro. É o que afirma a Polícia Rodoviária Federal (PRF) no estado que fica na região de fronteira com o Paraguai e com a Bolívia. "Todas as apreensões que temos feito de armamento seguiriam para São Paulo, Rio de Janeiro ou Minas Gerais; mas 90% para o Rio de Janeiro", fala o inspetor Waldir Brasil. A PRF explica ainda que aumentou a quantidade de armas e munições apreendidas no estado em 2018 em relação no mesmo período de 2017. Enquanto este ano já foram 92 armas, ano passado tinham sido 83. Em relação às munições, 21.467 neste ano e 16.797 em 2018. Além da quantidade, o que chama atenção dos policiais é o tipo de armamento apreendido: muitas das armas e munições são de uso exclusivo das forças de segurança. Entre as armas apreendidas em 2018 está uma metralhadora ponto 50, com capacidade para derrubar avião, retirada de circulação em Três Lagoas, em junho. A polícia suspeita que os traficantes de armas tenha mudado a rota de envio e passado usar mais a fronteira seca por Mato Grosso do Sul. Muitas apreensões são resultados de trabalho conjunto da PRF com a Polícia Federal. Metralhadora, fuzil e outras armas apreendidas em MS PRF/Divulgação


Helio Eichbauer: cenógrafo que marcou teatro, música e cinema no Brasil morre aos 76 anos no Rio
Sabado, 21 Julho 2018 21:53:34 -0000

Ele fez cenografia de 'O Rei da Vela', em 1967, e trabalhou com Caetano Veloso, Chico Buarque, Glauber Rocha e outros. Velório acontece neste domingo (22) no Rio. Morre no Rio, aos 76 anos, o cenógrafo Hélio Eichbauer Helio Eichbauer, cenógrafo que marcou o teatro, a música e o cinema no Brasil, morreu aos 76 anos, nesta sexta-feira (20). Ele sofreu um infarto em sua casa, no Rio. O velório vai acontecer no domingo (22), na Capela 8 do Memorial do Carmo, no Rio, de 10h às 16h. Mauro Ferreira: Helio Eichbauer deixa marca modernista na música do Brasil ao sair de cena Um dos trabalhos mais marcantes foi na peça "O rei da vela", em 1967, do Teatro Oficina, dirigido por José Celso Martinez Corrêa, com texto de Oswald de Andrade. "O rei da vela" renovou o teatro brasileiro e influenciou também a geração da arte e da música Tropicalista que se formava na época. Helio Eichbauer reconstruiu os cenários da peça modernista quando ela foi remontada 50 anos depois, em 2017. Ele trabalhou com diversos músicos brasileiros, em especial Caetano Veloso e Chico Buarque - os cenários das turnês atuais de ambos os cantores, por exemplo, são de Helio Eichbauer. Hélio Eichbauer em sua exposição no Centro Cultural dos Correios, no centro do Rio de Janeiro, em 2006, para comemorar seus 40 anos de carreira. Ele posa com um fundo que foi do show "O Estrangeiro", de Caetano Veloso, nos anos 80, baseado no cenário que ele havia feito para a peça "O Rei da Vela", nos anos 60. Alaor Filho / Estadão Conteúdo Caetano Veloso falou sobre Helio Eichbauer em vídeo enviado à GloboNews (veja acima): "O Helio, para nós, é uma coisa incrível. Tem sido para mim desde 1967, quando eu vi 'O rei da vela'". "Ele tinha estudado com Svoboda [cenógrafo tcheco], voltou, trabalhou com o Zé Celso [Martinez Corrêa] e fez aquela imagem inesquecível, que é a mais forte do tropicalismo", define Caetano. "Depois nos anos 80 fizemos muitas colaborações", ele lembra. "O Helio é um dos maiores artistas que eu conheço e uma das pessoas que eu mais amo na minha vida." Capa do álbum 'Estrangeiro' (1989), de Caetano Veloso Arte de Helio Eichabuer Nascido no Rio em 1941, Helio estudou e trabalhou pelo mundo antes de voltar para deixar sua marca na arte brasileira. No início dos anos 60, morou em Praga, na atual República Tcheca, onde foi orientado por Josef Svodoba, referência da cenografia mundial. Depois, ele estagiou na Berliner Ensemble e na Ópera de Berlim, e fez outros trabalhos na França e na Itália e em Cuba. Além do Teatro Oficina, ele fez cenários de teatro do Grupo Opinião e outras montagens marcantes como "Os Veranistas", do diretor Sergio Britto, em 1978 e "Calabar" (1980), de Chico Buarque e Ruy Guerra. Ele também teve trabalho importante no cinema, em filmes como "Dragão da Maldade contra o Santo Gerreiro", de Glauber Rocha. Entre os outros filmes em que ele trabalhou estão "Tudo Bem", de Arnaldo Jabor, "O Homem do Pau-Brasil", de Joaquim Pedro de Andrade, "Gabriela", de Bruno Barreto e "Kuarup", de Ruy Guerra. Na música, além de Chico e Caetano, ele colaborou com artistas como Gal Costa e Marisa Monte. Helio era professor da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Caetano Veloso no show de 'Ofertório' em Manaus, com cenário de Helio Eichbauer Jamile Alves/G1


PCB define apoio a Guilherme Boulos, do PSOL
Sexta feira, 20 Julho 2018 23:45:45 -0000
Psolista é pré-candidato a presidente; candidatura está prevista para ser oficializada neste sábado. Convenção nacional do Partido Comunista Brasileiro foi realizada no Rio de Janeiro. O Partido Comunista Brasileiro (PCB) realizou sua convenção nacional, na noite desta sexta-feira (20), no Centro do Rio de Janeiro, para formalizar o apoio político à pré-candidatura de Guilherme Boulos e Sônia Guajajara, da chapa do PSOL, à Presidência da República. A candidatura de Boulos e Sônia deve ser oficializada neste sábado, na convenção nacional do PSOL. No evento desta sexta, o PCB também definiu o apoio a Tarcísio Motta e Ivanete Silva, do PSOL, ao Governo do Rio de Janeiro.


Acidente deixa trânsito lento na Via Dutra em Piraí, RJ
Sexta feira, 20 Julho 2018 21:23:41 -0000
Batida entre caminhões aconteceu na altura do km 239, no sentido Rio de Janeiro. Um acidente envolvendo dois caminhões deixou o trânsito lento na tarde desta sexta-feira (20) na via Dutra, em Piraí, RJ. De acordo com as primeiras informações da Nova Dutra — concessionária que administra a rodovia — o acidente aconteceu na altura do km 239, no sentido Rio de Janeiro. Ainda de acordo com a concessionária, as vítimas foram atendidas no local e liberadas. Por volta das 17h44, o congestionamento chegava a 1 km no trecho.


CRM cassa registro profissional do Dr. Bumbum no DF
Quinta feira, 19 Julho 2018 15:50:09 -0000

Decisão será submetida ao Conselho Federal de Medicina. Médico foi preso nesta quinta-feira, no Rio. Denis Furtado, conhecido como Dr. Bumbum, teve registro profissional cassado em Brasília Instagram/Reprodução O Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal (CRM-DF) cassou, na manhã desta quinta-feira (19), o registro do médico Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum. Cabe recurso. A decisão será submetida ao Conselho Federal de Medicina (CFM). "Estão sendo cumpridos os prazos e as etapas administrativas previstas na legislação competente", informou o CRM-DF, por meio de nota. O médico foi preso nesta quinta, ao ser encontrado por policiais militares em um Centro Empresarial na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Ele passou quatro dias foragido. Dr. Bumbum é acusado de ter provocado a morte da bancária Lilian Calixto, de 46 anos, após um procedimento estético na cobertura de um apartamento na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Nesta quarta-feira (18), a advogada Naiara Baldanza afirmou que o profissional "sofre de síndrome do pânico" e "vai tratar com a polícia a data e o horário que ele se entregará". Dr. Bumbum tem 645 mil seguidores em rede social Instagram/Reprodução Sem especialização Para atuar como cirurgião plástico – como fazia o Dr. Bumbum –, a residência é obrigatória. São dois anos trabalhando como cirurgião geral e mais três anos fazendo apenas plástica. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), Dr. Bumbum não é especialista e realizava os procedimentos em local inadequado, como o que supostamente matou Lilian Calixto. Um ex-chefe de Furtado afirmou ao G1 que, apesar de se identificar como cirurgião plástico, ele se recusava a fazer residência ou qualquer outra especialização para exercer a medicina. Bancária Lilian Calixto morreu após procedimento estético no Rio Facebook/Reprodução Histórico conturbado O médico é alvo de um inquérito da Polícia Civil, motivado por pelo menos seis denúncias. Até esta quarta-feira (18), o Ministério Público informava que não tinha conhecimento de denúncia contra o médico à Justiça. No entanto, o órgão disse que existe a possibilidade de ele já estar respondendo judicialmente em algum processo que esteja correndo em sigilo. Saiba como contratar uma plástica com segurança No Distrito Federal, Dr. Bumbum trabalhou em ao menos três lugares. Uma clínica mantida no Lago Sul, área nobre de Brasília, foi considerada clandestina pela Polícia Civil. Segundo pacientes, ele também atendia em uma clínica na Asa Norte. Além disso, ele trabalhou no Hospital das Forças Armadas (HFA), onde exercia a função de oficial médico temporário. Durante o período, o HFA não abriu nenhum procedimento administrativo ou sindicância contra ele. Leia mais notícias sobre a região no G1 DF. Initial plugin text


Caminhão com transformador de 480 t volta a circular pela Via Dutra, no Sul do RJ
Quinta feira, 19 Julho 2018 14:35:44 -0000

Nesta terça-feira (19), ele está passando pelo trecho entre Resende e Porto Real, em direção ao Rio. Segundo a PRF, que faz a escolta da carga, veículo tem que trafegar a 20 km/h Caminhão com transformador de 480 ton volta a circular pela Via Dutra, no Sul do Rio PRF/Divulgação O caminhão com carga superdimensionada de um transformador voltou a circular pela Via Dutra, no Sul do Rio de Janeiro, na manhã desta quinta-feira (19). Ele está passando pelo trecho entre Resende e Porto Real, em direção ao Rio. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que escolta a carga, o veículo circula a 20 km/h, porque o transformador mede 51 m de comprimento e pesa 480 toneladas. Ele saiu de Queluz, em São Paulo, com destino à capital carioca. A carga deve seguir até a entrada de Bulhões, já em Porto Real, no km 293, onde fará uma parada para desafogar o trânsito. A previsão é que o transporte continue durante a parte da tarde. Devido às características da carga, a circulação dela só é permitida durante o dia. Por isso, os motoristas que pegarem a Dutra em direção ao Rio precisarão ter mais paciência do que o habitual. A PRF pede aos condutores, caso se depararem com o veículo na rodovia, que tenham atenção redobrada. Por conta de um problema mecânico, o caminhão teve que entrar em Resende. Quando a situação foi resolvida e o veículo estava retornando à Dutra, ele acabou batendo em um poste e ficou agarrado. Por conta disso, o trânsito ficou congestionado na Avenida Dorival Marcondes de Godoy. De acordo com a Guarda Municipal, por volta de 13h30, o veículo voltou a circular normalmente.


Ministério confirma 677 casos de sarampo em seis estados do Brasil
Quarta feira, 18 Julho 2018 23:29:52 -0000

Amazonas e Roraima lideram com maior número de infecções, com 444 e 216 casos, respectivamente. Vacina contra sarampo está disponível no SUS Cristine Rochol/PMPA O Ministério da Saúde atualizou o número de casos de sarampo no Brasil: foram 677 casos até esta terça-feira (17) em seis estados: Amazonas, Roraima, Rondônia, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. O número de casos em investigação assusta: chegou a 2.724. Vacina contra sarampo pode ser aplicada em adultos e crianças; entenda Veja sintomas do sarampo e saiba como se proteger Atualmente, o Brasil enfrenta dois surtos da doença, em Roraima e no Amazonas. Segundo o governo, eles estão relacionados à importação de casos de outros países. "Isso ficou comprovado pelo genótipo do vírus (D8) que foi identificado, que é o mesmo que circula na Venezuela", afirma o ministério. Casos de sarampo no Brasil A região Norte, como é visto na tabela acima, alavanca o número de casos. O Ministério da Saúde acredita que vá conseguir controlar os surtos, mas ressalta que o aumento das taxas de vacinação é importantíssimo para garantir o controle da doença. Juntamente com o sarampo, o país também está atento à circulação e às baixas coberturas vacinais da poliomielite. Sarampo no mundo Nesta terça-feira, a Organização Mundial da Saúde divulgou uma alta no número de casos da doença em todo o mundo. A baixa cobertura vacinal em alguns países, como o Brasil, contribuiu para volta da doença - foram 173.330 casos no planeta, um aumento de 41 mil casos em apenas um ano. Globalmente, 85% das crianças foram vacinadas com a primeira dose da vacina contra o sarampo no primeiro ano de vida, através dos serviços de saúde de rotina e 67% com uma segunda dose. Apesar disso, segundo o relatório da OMS, os níveis de cobertura permanecem bem aquém da cobertura de imunização contra o sarampo recomendada pela organização, que é de pelo menos 95% para evitar surtos, evitar mortes evitáveis ​​e alcançar metas de eliminação regional. 5 fatos sobre o surto de sarampo Entenda o que é sarampo, quais os sintomas, como é o tratamento e quem deve se vacinar Infografia: Karina Almeida/G1


Dr. Bumbum 'sofre de síndrome do pânico' e vai negociar ida à polícia, diz advogada
Quarta feira, 18 Julho 2018 22:01:26 -0000

Naiara Baldanza convocou coletiva nesta quarta, mas não respondeu a questionamentos. Médico está foragido; paciente morreu após procedimento no Rio de Janeiro. Advogada fala sobre 'verdade paralela' e defende inocência do 'Dr. Bumbum' A advogada responsável pela defesa do médico Denis Cesar Barros Furtado – conhecido como Dr. Bumbum –, Naiara Baldanza, afirmou nesta quarta-feira (18) que o profissional "sofre de síndrome do pânico". Segundo ela, esse é o motivo para ele ainda não ter se apresentado à Polícia Civil. Denis está foragido desde que fez um procedimento estético na cobertura de um apartamento na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, que terminou com a morte da bancária Lilian Calixto, de 46 anos, no domingo (15). Segundo a advogada, o Dr. Bumbum “vai tratar com a polícia a data e o horário que ele se entregará à polícia”. A declaração foi dada em uma coletiva de imprensa em Brasília, na tarde desta quarta. "Julgá-lo neste momento ainda é muito precoce. O Dr. Denis é um dos médicos que mais realiza procedimentos de bioplastia no Brasil", disse. Advogada Naiara Baldanza (à direita), que defende o médico Denis Cesar Barros Furtado, conhecido como Dr. Bumbum Letícia Carvalho Ainda de acordo com Naiara, o médico não permaneceu no Hospital Barra D'Or, no Rio de Janeiro, — onde Lilian Calixto foi atendida depois de complicações do procedimento — “porque o hospital não permitiu que ele ficasse no local após a morte da paciente”. Em nota ao G1, o Barra D'Or nega essa restrição. Segundo o hospital, a paciente deu entrada às 23h, quando foi atendida "em caráter de emergência". A unidade diz que "não houve qualquer impedimento ao acesso de qualquer profissional, familiar ou acompanhante", e que "o acompanhamento de pacientes por seus médicos assistentes é uma rotina no hospital". Apesar de ter convocado os jornalistas para dar esclarecimentos, Naiara Baldanza se negou a responder uma série de questionamentos e encerrou a entrevista após 14 minutos. Entre outras coisas, a advogada não falou: sobre a acusação de que Dr. Bumbum fazia procedimentos em casa, e não num consultório; sobre as complicações apresentadas pela bancária Lilian Calixto, de 46 anos, e a morte dela no domingo; sobre a fuga de Denis Cesar Furtado após a morte da paciente, e o atual paradeiro do médico; se ele pretende se entregar à polícia em Brasília ou no Rio de Janeiro; sobre as denúncias de outras clientes e ex-colegas de trabalho do Dr. Bumbum, divulgadas desde o fim de semana. Bancária Lilian Calixto, que morreu no Rio de Janeiro após um procedimento estético com o médico conhecido como 'Dr. Bumbum' Reprodução/TV Globo Durante o pronunciamento, a advogada afirmou que o Dr. Bumbum "realizou mais de 5 mil procedimentos estéticos". "Existem muitas pessoas e, inclusive, clientes que o defendem. É importante que a população compreenda que para toda verdade, há uma verdade paralela." Na terça (17), Naiara tinha dito ao G1 que "muitas das informações que estão circulando na internet e redes sociais acerca do médico são inverídicas". Sem especialização Para atuar como cirurgião plástico – como fazia o Dr. Bumbum –, a residência é obrigatória. São dois anos trabalhando como cirurgião geral e mais três anos fazendo apenas plástica. Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum Reprodução/Instagram Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), Dr. Bumbum não é especialista e realizava os procedimentos em local inadequado, como o que supostamente matou uma paciente em um cobertura no Rio de Janeiro. Um ex-chefe de Furtado afirmou ao G1 que, apesar de se identificar como cirurgião plástico, ele se recusava a fazer residência ou qualquer outra especialização para exercer a medicina. “Ele se formou no Rio, trabalhou como médico, mas sem nenhuma especialidade. Ou seja, só poderia trabalhar como médico generalista. Então ele só assessorava, fazia serviços burocráticos, distribuía documentos aqui e lá. Nunca teve contato com paciente”, continuou o antigo chefe. Saiba como contratar uma plástica com segurança Ao analisar a conduta do ex-funcionário, o profissional disse que não suspeitava que ele pudesse trabalhar de forma clandestina. Mas relembrou que ele sabia como “enganar as pessoas”. “Não é preciso ter contato com a área para saber que ele é muito eloquente, sabe articular as palavras. Então, para ele, é fácil enrolar uma pessoa levando para um apartamento e fazer um procedimento, que é claramente todo errado.” Denis Furtado é popular nas redes sociais, onde ele mesmo se fez conhecer pelo apelido de Dr. Bumbum. No Instagram, ele tem mais de 645 mil seguidores. Médico tem 645 mil seguidores no Instagram Reprodução / Rede social Histórico conturbado O médico é alvo de um inquérito da Polícia Civil, motivado por pelo menos seis denúncias. Até esta quarta-feira (18), o Ministério Público informava que não tinha conhecimento de denúncia contra o médico à Justiça. No entanto, o órgão disse que existe a possibilidade de ele já estar respondendo judicialmente em algum processo que esteja correndo em sigilo. No Distrito Federal, Dr. Bumbum trabalhou em ao menos três lugares. Uma clínica mantida no Lago Sul, área nobre de Brasília, foi considerada clandestina pela Polícia Civil. Segundo pacientes, ele também atendia em uma clínica na Asa Norte. Além disso, ele trabalhou no Hospital das Forças Armadas (HFA), onde exercia a função de oficial médico temporário. Durante o período, o HFA não abriu nenhum procedimento administrativo ou sindicância contra ele. “O médico militar é observado pelo chefe da clínica e avaliado anualmente”, informou a assessoria de imprensa do centro de saúde. Ele saiu do HFA porque não quis prorrogar o tempo de trabalho na unidade. Veja mais notícias sobre a região no G1 DF. Initial plugin text


Foi aprovada lei que proíbe rebocar veículos em blitz? Não é verdade!
Quarta feira, 18 Julho 2018 19:23:26 -0000

Mensagem no WhatsApp cita legislação inexistente; Denatran e Detran dizem que informação é falsa. Circula em grupos de WhatsApp uma mensagem que diz que uma nova legislação proíbe rebocar veículos a partir de agora. Não é verdade. A mensagem é acompanhada por um áudio de entrevista em que um homem defende esse ponto de vista. G1 O Ministério das Cidades, a quem o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) é subordinado, informou por meio de sua assessoria que a informação é falsa e a legislação citada na legenda que acompanha o áudio não existe. O Detran do Rio de Janeiro, onde a mensagem começou a se disseminar, também disse que a informação é falsa e que o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) é claríssimo em todos os casos previstos para apreensão e remoção de veículos. Blitz em São Paulo Reprodução/ TV Globo Segundo o Detran, qualquer veículo pode ser apreendido se não estiver com o licenciamento anual em dia; se o condutor estiver sem CNH, não for habilitado para dirigir ou se for flagrado embriagado ou sob efeito de drogas e não houver outra pessoa habilitada para levar o automóvel; se estiver sem condições de rodagem (sem equipamentos de segurança, como faróis ou parabrisas danificados, por exemplo); se estiver estacionado em local proibido ou em situação irregular. O homem do áudio disse ao G1, por meio de sua assessoria, que naquele momento estava se referindo à Lei 13.281. Ele não se responsabiliza pela legenda colada ao áudio que cita o inexistente artigo 274.2022". Segundo o Denatran, "a lei 13.281" mencionada pelo entrevistado "apenas revogou o art. 256, IV e o art. 262 do CTB que tratavam da aplicação da penalidade administrativa de apreensão do veículo", medidas que já não possuíam aplicação legal, porque, por serem penalidades, só poderiam ser aplicadas "após o devido processo legal e e ampla defesa e do contraditório ao condutor/proprietário do veículo. " O Denatran ressaltou que permanecem em vigor, entretanto, as medidas administrativas de retenção e remoção do veículo, medidas essas que podem ser aplicadas no momento da constatação da infração de trânsito, diferentemente de penalidades. O homem do áudio também diz que segundo a lei 13.281 não se pode apreender veículo por falta de pagamento de IPVA . "Recolhe-se, neste caso, o documento em atraso, contra-recibo. Esta interpretação é compartilhada por juristas em todo o Brasil", disse. O Denatran discorda. Diz que o condutor que não tiver realizado o pagamento do IPVA será autuado pelo art. 230, inciso V, do CTB, por conduzir veículo que não esteja registrado e devidamente licenciado. Esse dispositivo possui, como sanção, a aplicação de medida administrativa de remoção do veículo. O homem do áudio também diz que não se pode apreender veiculo por flagrante alcoólico do condutor. "Neste caso o condutor ou proprietário do veículo pode indicar outro condutor habilitado e apto para conduzir o veículo adiante." O Denatran diz que a infração de trânsito por dirigir sob a influência de álcool está tipificada no art. 165 do CTB, que possui a previsão de aplicação da medida administrativa de retenção do veículo e voltou a lembrar que medidas administrativas podem ser aplicadas imediatamente. " Veja o que diz a mensagem: "Artigo. 274.2022 lei Federal Passou agora acabou a mafia do reboque ta proibido reboca agora" Mensagem diz que nova lei proíbe reboque de veículos Reprodução/ WhatsApp É ou não é?’, seção de fact-checking (checagem de fatos) do G1, tem como objetivo conferir os discursos de políticos e outras personalidades públicas e atestar a veracidade de notícias e informações espalhadas pelas redes sociais e pela web. Sugestões podem ser enviadas pelo VC no G1, pelo Fale Conosco ou pelo Whatsapp/Viber, no telefone (11) 94200-4444, com a hashtag #eounaoe.


Ex-chefe diz que Dr. Bumbum se recusava a fazer residência médica
Quarta feira, 18 Julho 2018 18:08:20 -0000

Por um ano, em Brasília, ele foi autorizado a fazer apenas trabalho burocrático, sem contato com pacientes. Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum, é considerado foragido pela Justiça Reprodução/Instagram Um ex-chefe do médico foragido Denis Cesar Barros Furtado, conhecido como Dr. Bumbum, relatou ao G1 nesta quarta-feira (18) que o subordinado se recusava a fazer residência ou qualquer outra especialização para exercer a medicina. Por isso, durante o ano em que ficou no hospital, em Brasília, de 2009 a 2010, foi autorizado a fazer apenas trabalhos burocráticos. O médico já tinha 36 anos. Dr. Bumbum negociava cirurgias estéticas pelo WhatsApp; ouça “Uma vez, ele disse que estava querendo fazer um curso de pós em Belo Horizonte, em fins de semana. Eu orientei: ‘Você ainda é novo, faz uma residência, um curso sério. Você não tem formação séria’. Mas ele não queria estudar. Não quis”, disse o ex-chefe, que preferiu não se identificar. “O que eu verificava era a pouca vontade de fazer as coisas dentro dos critérios de seriedade. Queria um atalho, o que até pode ser economicamente mais interessante, mas não o certo.” O G1 tentou falar com a defesa de Dr. Bumbum, mas a advogada não retornou os contatos. Na terça (17), ela afirmou que "muitas das informações que estão circulando na internet e redes sociais acerca do médico são inverídicas". Quadro "Pergunte ao Doutor" tira dúvidas sobre bioplastia Sem especialização Para atuar como cirurgião plástico – como fazia o Dr. Bumbum –, a residência é obrigatória. São dois anos trabalhando como cirurgião geral e mais três anos fazendo apenas plástica. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), Dr. Bumbum não é especialista e realizava os procedimentos em local inadequado, como o que supostamente matou uma paciente em um cobertura no Rio de Janeiro. “Ele se formou no Rio, trabalhou como médico, mas sem nenhuma especialidade. Ou seja, só poderia trabalhar como médico generalista. Então ele só assessorava, fazia serviços burocráticos, distribuía documentos aqui e lá. Nunca teve contato com paciente”, continuou o antigo chefe. Saiba como contratar uma plástica com segurança Ao analisar a conduta do ex-funcionário, o profissional disse que não suspeitava que ele pudesse trabalhar de forma clandestina. Mas relembrou que ele sabia como “enganar as pessoas”. “Não é preciso ter contato com a área para saber que ele é muito eloquente, sabe articular as palavras. Então, para ele, é fácil enrolar uma pessoa levando para um apartamento e fazer um procedimento, que é claramente todo errado.” Denis Furtado é popular nas redes sociais, onde ele mesmo se fez conhecer pelo apelido de Dr. Bumbum. No Instagram, ele tem mais de 645 mil seguidores. Médico tem 645 mil seguidores no Instagram Instagram/Reprodução Investigações O médico é alvo de um inquérito da Polícia Civil, motivado por pelo menos seis denúncias. Até esta quarta-feira (18), o Ministério Público informava que não tinha conhecimento de denúncia contra o médico à Justiça. No entanto, o órgão disse que existe a possibilidade de ele já estar respondendo judicialmente em algum processo que esteja correndo em sigilo. O registro dele no Conselho Regional de Medicina (CRM) do DF continua ativo – não indicando nenhuma especialização. De acordo com o órgão, um médico pode conseguir o registro mesmo sem ser especializado. Também informou que todo médico pode fazer qualquer procedimento ou cirurgia, contanto que não se intitule como o especialista na área. Fachada do Hospital das Forças Armadas (HFA) no Cruzeiro, em Brasília Google/Reprodução Hospital e clínica No Distrito Federal, Dr. Bumbum trabalhou em ao menos três lugares. Uma clínica mantida no Lago Sul, área nobre de Brasília, foi considerada clandestina pela Polícia Civil. Segundo pacientes, ele também atendia em uma clínica na Asa Norte. Além disso, ele trabalhou no Hospital das Forças Armadas (HFA), onde exercia a função de oficial médico temporário. Durante o período, o HFA não abriu nenhum procedimento administrativo ou sindicância contra ele. “O médico militar é observado pelo chefe da clínica e avaliado anualmente”, informou a assessoria de imprensa do centro de saúde. Ele saiu do HFA porque não quis prorrogar o tempo de trabalho na unidade. Veja mais notícias sobre a região no G1 DF. Initial plugin text


'Médico fez a cabeça dela', diz filho de gerente de banco de MT que morreu após procedimento com Dr. Bumbum
Quarta feira, 18 Julho 2018 17:12:47 -0000

Lilian Calixto, de 46 anos, morreu após procedimento estético nos glúteos em apartamento no Rio de Janeiro. Médico responsável teve a prisão decretada e está foragido. Filho da bancária, Victor Calixto, acompanhado do pai, João Luciano Gasques Fernandes TVCA/Reprodução O filho da gerente de banco Lílian Calixto, de 46 anos, que morreu após passar por um procedimento estético com o o médico Denis Cesar Barros Furtado, conhecido como Dr. Bumbum, acredita que a mãe foi convencida por ele a passar pela técnica dentro de um apartamento no Rio de Janeiro. Lílian morreu no domingo (15), no Hospital Barra D'Or, e o corpo dela foi enterrado na manhã desta quarta-feira (18) no Cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá, na capital. O médico teve a prisão decretada pela Justiça e é considerado foragido. De acordo com Victor Calixto Gasques, de 24 anos, a mãe sempre foi preocupada com a saúde e havia agendado o procedimento estético nos glúteos com o médico em uma clínica em Brasília. No entanto, foi informada por ele que, devido a contratempos, teria que atendê-la no Rio de Janeiro. "No Rio, ela teve uma surpresa quando viu que [o endereço] tratava-se de um apartamento. Eu conheço a minha mãe. Ela sempre teve medo dessas coisas, sempre foi muito correta. Só que, infelizmente, o médico fez a cabeça dela para realizar [o procedimento] no apartamento", afirmou. Victor relatou que uma amiga da mãe teria passado pelo mesmo procedimento realizado por ela há 15 dias. Para o filho, o médico pode ter mentido para a paciente e minimizado os riscos do procedimento, a fim de convecê-la a passar pela prática no apartamento. "Ela sempre teve medo. Se fosse alguma coisa mais perigosa, com certeza ela não faria. Ela não imaginava os riscos e o médico disse que era uma coisa rápida", disse. Enterrado nesta quarta (18) corpo da bancária que morreu após procedimento estético no RJ A família da gerente de banco afirmou que deverá entrar com medidas judiciais contra o Dr. Bumbum. "A Justiça tem que ser feita para que isso não ocorra com outras famílias. Eu perdi a pessoa mais importante da minha vida. E agora? Nada vai trazê-la de volta, mas eu quero Justiça. Pelo menos isso a minha família merece", afirmou o filho. Investigação Lilian seguiu a indicação de uma amiga e entrou em contato com Denis há seis meses. Ela marcou o procedimento para o último fim de semana. Ao marido e à família, Lílian disse que faria uma viagem para o Rio de Janeiro. Somente a amiga que recomendou o Dr. Bumbum sabia do procedimento estético. A causa da morte de Lilian ainda não foi divulgada. De acordo com as investigações da polícia, ela foi à casa do médico de táxi, enquanto o taxista ficou na portaria aguardando. Com a demora, o motorista ligou para a passageira. Denis deu R$ 300 ao motorista e o dispensou, dizendo que Lilian ia demorar porque era um jantar. Lilian vivia em Cuiabá e viajou ao Rio para realizar procedimento estético Reprodução/ Redes sociais De carro e acompanhado da namorada, o médico levou a paciente ao Hospital Barra D'Or. Quando ela morreu, Denis foi embora. Ele não informou os colegas que a atenderam sobre o procedimento estético, segundo a polícia. A polícia fez buscas, na segunda-feira (16), no apartamento onde o procedimento foi realizado. No local, foram encontrados produtos e cadernos com anotações. O médico Denis Cesar Barros Furtado, responsável pelo procedimento, e a mãe dele, a médica Maria de Fátima Barros Furtado, tiveram as prisões decretadas pela Justiça e estão foragidos. A namorada dele, Renata Cirne, foi presa. Ambas participaram do procedimento, segundo a polícia. Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum, está foragido Reprodução/Instagram Prisão de namorada Renata teve prisão temporária expedida por homicídio doloso qualificado e associação criminosa, assim como o médico, a mãe dele, a médica Maria de Fátima Barros Furtado e a auxiliar Rosilane Pereira da Silva. A prisão de Rosilane não foi autorizada pela justiça. Outro lado Denis Furtado é popular nas redes sociais, onde ele mesmo se fez conhecer pelo apelido de Dr. Bumbum. Apenas no Instagram, ele conta com mais de 645 mil seguidores. Lá, ele dá dicas de saúde e exibe os resultados de antes e depois dos procedimentos estéticos que realiza. Estas são as mais populares e chegam a contar com dez mil curtidas. A advogada Naiara Baldanza, que defende Denis, emitiu nota sobre o pedido de prisão temporária contra ele. Ela diz que é cedo para culpá-lo pelo crime e que Lilian "não apresentou qualquer complicação" durante o procedimento. "Qualquer conclusão acerca da morte de Lilian Calixto e a eventual responsabilidade do meu cliente sobre essa fatalidade é precoce", diz trecho da nota. Namorada do médico conhecido como Doutor Bumbum, Renata Fernandes Cirne, de 19 anos, foi presa Alba Valéria Mendonça/ G1 Processos na Justiça O médico é réu em mais de 10 processos no Tribunal de Justiça do Rio. Num deles, junto com a mãe, por conta da venda de um apartamento. O comprador alega que pagou R$ 100 mil, além de ter pago dívidas de condomínio e IPTU, mas o imóvel teria sido invadido por Maria de Fátima, que teria se recusado a assinar a escritura. Ela alega que não invadiu o apartamento porque não sabia que tinha sido vendido e que a venda foi feita por uma intermediária que não tinha procuração para a negociação. Na polícia, constam as seguintes passagens: Homicídio (1997) Porte de arma (2003) Crime contra a ordem pública (2003) Resistência a prisão (2006 e 2007) Exercício arbitrário da própria razão (2007) - quando a pessoa excede no direito de reagir em legítima defesa Violação de domicílio (2007) Informações sobre o paradeiro de Denis e da mãe dele podem ser repassadas de forma anônima pelo Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados, no telefone (21) 98849-6099; pela Central de Atendimento, no (21) 2253-1177; através do Facebook; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ. Veja mais notícias sobre a região no G1 MT. Initial plugin text


Corpo de gerente de banco que morreu após procedimento estético no RJ é enterrado em MT
Quarta feira, 18 Julho 2018 13:59:16 -0000

Lilian Calixto, de 46 anos, fez procedimento estético nos glúteos em apartamento no Rio de Janeiro, passou mal e foi levada para hospital. Corpo dela foi velado e enterrado em Cuiabá. Victor Calixto, filho da gerente de banco, despede-se da mãe durante o enterro em Cuiabá Leandro Trindade/TVCA Foi enterrado, nesta quarta-feira (18), em Cuiabá, o corpo da gerente de banco Lilian Calixto, de 46 anos. Ela morreu no Rio de Janeiro após fazer um procedimento estético, no domingo (15), com o médico Denis Cesar Barros Furtado, conhecido como Dr. Bumbum. O enterro ocorreu às 9h30 [10h30 no horário de Brasília], no Cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá. O médico teve a prisão decretada pela Justiça e é considerado foragido. Os parentes da bancária contaram que ela saiu da capital de Mato Grosso, onde morava, para fazer um procedimento estético nos glúteos. Ela passou por complicações e foi socorrida no Hospital Barra D'Or em estado extremamente grave, segundo a unidade de saúde, e acabou morrendo. De acordo com o enteado da vítima, Alessandro Jaberce, que a acompanhou na viagem, o procedimento seria feito em Brasília. Corpo de Lílian Calixto foi enterrado nesta quarta-feira (18), no Cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá Leandro Trindade/TCVA O médico, entretanto, teve alguns contratempos e transferiu a sessão estética para o Rio de Janeiro. Lá, o procedimento foi feito dentro de um apartamento. Nessa terça-feira (17), durante o velório realizado na Capela Jardins, na capital, o filho da bancária, Victor Calixto Gasques, de 24 anos, afirmou que a família quer Justiça e que a mãe era o "pilar da família". "Nossa família está revoltada, ninguém consegue aceitar essa perda. Foi um erro médico", disse. Enterrado nesta quarta (18) corpo da bancária que morreu após procedimento estético no RJ Lilian vivia em Cuiabá e viajou ao Rio para realizar procedimento estético Reprodução/ Redes sociais Investigação A polícia está investigando o caso e já fez buscas no apartamento no local, na segunda-feira (16). No apartamento, policiais encontraram alguns produtos e cadernos com anotações. O médico Denis Cesar Barros Furtado, conhecido como Dr. Bumbum, responsável pelo procedimento, e a mãe dele, a médica Maria de Fátima Barros Furtado, estão foragidos, e a namorada dele, Renata Cirne, foi presa. Ambas participaram do procedimento, segundo a polícia. "Vamos até as últimas consequências porque merecemos justiça. Pelo menos sabendo que ele está preso e que a Justiça está sendo feita ficaremos mais confortados", disse Victor. Renata teve prisão temporária expedida por homicídio doloso qualificado e associação criminosa, assim como o médico, a mãe dele, a médica Maria de Fátima Barros Furtado e a auxiliar Rosilane Pereira da Silva. Denis e a mãe estão foragidos. A prisão de Rosilane não foi autorizada pela justiça. Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum, tem mais de 645 mil seguidores no Instagram Reprodução/Instagram A causa da morte de Lilian ainda não foi divulgada. De acordo com as investigações, ela foi à casa do médico de táxi, enquanto o taxista ficou na portaria aguardando. Com a demora, o motorista ligou para a passageira. Denis deu R$ 300 ao motorista e o dispensou, dizendo que Lilian ia demorar porque era um jantar. De carro e acompanhado da namorada, o médico levou a paciente ao Hospital Barra D'Or. Quando ela morreu, Denis foi embora. Ele não informou os colegas que a atenderam sobre o procedimento estético, segundo a polícia. Renata Cirne, namorada do homem conhecido como Doutor Bumbum, foi presa e levada para Benfica Alba Valéria Mendonça/ G1 Outro lado Denis Furtado é popular nas redes sociais, onde ele mesmo se fez conhecer pelo apelido de Dr. Bumbum. Apenas no Instagram, ele conta com mais de 645 mil seguidores. Lá, ele dá dicas de saúde e exibe os resultados de antes e depois dos procedimentos estéticos que realiza. Estas são as mais populares e chegam a contar com dez mil curtidas. A advogada Naiara Baldanza, que defende Denis, emitiu nota sobre o pedido de prisão temporária contra ele. Ela diz que é cedo para culpá-lo pelo crime e que Lilian "não apresentou qualquer complicação" durante o procedimento. "Qualquer conclusão acerca da morte de Liliam Calixo (sic) e a eventual responsabilidade do meu cliente sobre essa fatalidade é precoce", diz trecho da nota. Processos na Justiça O médico é réu em mais de 10 processos no Tribunal de Justiça do Rio. Num deles, junto com a mãe, por conta da venda de um apartamento. O comprador alega que pagou R$ 100 mil, além de ter pago dívidas de condomínio e IPTU, mas o imóvel teria sido invadido por Maria de Fátima, que teria se recusado a assinar a escritura. Ela alega que não invadiu o apartamento porque não sabia que tinha sido vendido e que a venda foi feita por uma intermediária que não tinha procuração para a negociação. Na polícia, constam as seguintes passagens: Homicídio (1997) Porte de arma (2003) Crime contra a ordem pública (2003) Resistência a prisão (2006 e 2007) Exercício arbitrário da própria razão (2007) - quando a pessoa excede no direito de reagir em legítima defesa Violação de domicílio (2007) Informações sobre o paradeiro de Denis e da mãe dele podem ser repassadas de forma anônima pelo Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados, no telefone (21) 98849-6099; pela Central de Atendimento, no (21) 2253-1177; através do Facebook; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ. Veja mais notícias sobre a região no G1 MT. Initial plugin text


Liesa define ordem dos desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Rio
Quarta feira, 18 Julho 2018 10:30:37 -0000
Sorteio teve shows de Dudu Nobre, Xande de Pilares e Grupo Bom Gosto. Sambistas torciam para suas escolas caírem na segunda-feira, dia que segundo a lenda desfila a campeã. Ordem dos desfiles do Grupo Especial no Carnaval 2019 é definida A Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) definiu, na noite de terça-feira (17), a ordem dos desfiles do Grupo Especial para o carnaval do ano que vem. O sorteio foi realizado na Cidade do Samba, na Gamboa, Zona Portuária do Rio. “É uma data muito especial para quem é do samba, para todos os sambistas de todas as escolas de samba. Porque hoje você vai conhecer a ordem dos desfiles, que é importante para saber o dia em que você vai desfilar”, disse a cantora Alcione. E há quem acredite que a ordem do desfile conta muito para a escola. “O mistério é que a escola que ganha desfila na segunda-feira. Então, isso virou uma tradição: todo mundo quer cair na segunda”, disse o carnavalesco da Mangueira Leandro Vieira. “Estou pedindo a Deus que a gente venha na segunda-feira e seja quinta escola. Não é superstição, é convicção”, disse Tia Surica, da Portela, antes do sorteio. A noite também contou com shows de Dudu Nobre, Grupo Bom Gosto e Xande de Pilares. Segundo o presidente da Liesa, Jorge Castanheira, já foi dado o pontapé inicial para a realização do carnaval. “Hoje aqui demos o primeiro passo para formarmos a competição, escolas já divulgaram seus enredos e teremos um grande carnaval, se Deus quiser, em março de 2019”, disse o presidente da Liesa. Jorge Castanheira. Quatorze escolas desfilam no ano que vem, sendo sete no domingo e sete na segunda-feira. Isso acontecerá porque nenhuma agremiação foi rebaixada esse ano por decisão da Liesa. Veja a ordem dos desfiles: Domingo Império Serrano Unidos do Viradouro Acadêmicos do Grande Rio Acadêmicos do Salgueiro Beija-Flor de Nilópolis Imperatriz Leopoldinense Unidos da Tijuca Segunda-feira: São Clemente Unidos de Vila Isabel Portela União da Ilha do Governador Paraíso do Tuiuti Estação Primeira de Mangueira Mocidade Independente de Padre Miguel


Vai viajar no dia da eleição? Saiba como votar em trânsito
Quarta feira, 18 Julho 2018 09:52:33 -0000

Cartórios eleitorais recebem pedidos de transferência até 23 de agosto. Mais de 1 milhão de eleitores são esperados nas urnas Lucas Nascimento/TRE Eleitores têm encontro marcado com a urna eletrônica nos dias 7 e 28 de outubro. Mas quem estiver fora de seu domicílio eleitoral pode votar normalmente. Basta se cadastrar para o voto em trânsito. No Estado do Rio, o serviço está disponível nos seguintes municípios: Rio de Janeiro Belford Roxo Campos dos Goytacazes Duque de Caxias Niterói Nova Iguaçu São Gonçalo São João de Meriti Volta Redonda O eleitor deverá comparecer em qualquer cartório eleitoral e solicitar a habilitação. Basta apresentar um documento oficial com foto e indicar onde pretende votar. Os endereços dos cartórios podem ser consultados neste link. O prazo para pedir a transferência vai até 23 de agosto. Se o eleitor indicar um município dentro do Estado do Rio, poderá votar para todos os cargos - presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual. Se o local de destino for for do estado, o voto será restrito a presidente da República. Caso o eleitor habilitado para votar em trânsito não compareça à seção em outubro, ele deverá justificar sua ausência, inclusive se estiver em seu domicílio eleitoral de origem no dia da eleição. A justificativa de ausência nos dias de votação não poderá ser feita no município por ele indicado para o exercício do voto.


Caminhão derrama tinta na pista e interdita Via Dutra, em Itatiaia, RJ
Terca feira, 17 Julho 2018 22:56:49 -0000

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, acidente aconteceu no km 317, no sentido Rio de Janeiro. Pista foi totalmente interditada para limpeza Reprodução/Arquivo Pessoal Parte de uma carga de tintas que era transportada por um caminhão caiu e se espalhou na Via Dutra, em Itatiaia, RJ, nesta terça-feira (17). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu no km 317, no sentido Rio de Janeiro. Ainda de acordo com os agentes, a pista foi totalmente interditada para limpeza. Por volta de 19h, O tráfego fluía pela pista auxiliar e até a publicação desta reportagem, o congestionamento chegava a 4 km no trecho. Ninguém ficou ferido.


Caminhão com transformador de 480 toneladas passa pela Via Dutra, no Sul do Rio
Terca feira, 17 Julho 2018 22:38:25 -0000

Carga saiu de Queluz, em São Paulo, com destino ao Rio de Janeiro. PRF faz a escolta do veículo que circula a 20 km/h. Caminhão com transformador de 480 toneladas passa pela Via Dutra, no Sul do Rio Arquivo Pessoal Um caminhão com uma carga superdimensionada de um transformador está passando na tarde desta terça-feira (17) na Via Dutra, no trecho do Sul do Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que está fazendo a escolta da carga na rodovia, ela saiu de Queluz, em São Paulo, com destino ao Rio de Janeiro. O veículo circula a 20 km/h. O transformador mede 51 m de comprimento e pesa 480 toneladas. A carga vai passar a noite às margens da estrada, na altura de Penedo, em Itatiaia, porque a circulação só é permitida durante o dia. A PRF pede aos motoristas, que se depararem com o veículo na Via Dutra, que tenham atenção redobrada. O congestionamento no sentido Rio chegou a 2 km.


Corpo de gerente de banco que morreu após procedimento estético no RJ é velado em MT
Terca feira, 17 Julho 2018 22:17:58 -0000

Lilian Calixto, de 46 anos, fez procedimento estético nos glúteos em apartamento no Rio de Janeiro, passou mal e foi levada para hospital. O corpo dela é velado em Cuiabá. Velório de Lilian Calixto é realizado na Capela Jardins, em Cuiabá André Souza/G1 O corpo da bancária Lilian Calixto, de 46 anos, que morreu no domingo (15), após um procedimento estético, no Rio de Janeiro, é velado na capela Jardins, em Cuiabá. Amigos e famíliares receberam o corpo, que chegou ao local por volta das 17 horas [horário de Mato Grosso]. De acordo com os familiares, a previsão é de que o corpo seja enterrado na quarta-feira (17) em Cuiabá. Os parentes da bancária contaram que ela saiu da capital de Mato Grosso, onde morava, para fazer um procedimento estético nos glúteos. Ela passou por complicações e foi socorrida no Hospital Barra D'Or em estado extremamente grave, segundo a unidade de saúde, e acabou morrendo. De acordo com o enteado da vítima, Alessandro Jaberce, que a acompanhou na viagem, o procedimento seria feito em Brasília. O médico, entretanto, teve alguns contratempos e transferiu a sessão estética para o Rio de Janeiro. Lá, o procedimento foi feito dentro de um apartamento. Lilian morava em Cuiabá e viajou ao Rio para realizar procedimento estético Reprodução/ Redes sociais A polícia está investigando o caso e já fez buscas no apartamento no local, na segunda-feira (16). No apartamento, policiais encontraram alguns produtos e cadernos com anotações. O médico Denis Cesar Barros Furtado, conhecido como Dr. Bumbum, responsável pelo procedimento, teve a prisão decretada pela Justiça e é considerado foragido. A mãe de Denis também é considerada foragida, e a namorada dele está presa. Ambas participaram do procedimento, segundo a polícia. A advogada Naiara Baldanza, que defende Denis, emitiu nota sobre o pedido de prisão temporária contra ele. Ela diz que é cedo para culpá-lo pelo crime e que Lilian "não apresentou qualquer complicação" durante o procedimento. "Qualquer conclusão acerca da morte de Liliam Calixo (sic) e a eventual responsabilidade do meu cliente sobre essa fatalidade é precoce", diz trecho da nota. Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum Reprodução/Instagram Processos na Justiça O médico é réu em mais de 10 processos no Tribunal de Justiça do Rio. Num deles, junto com a mãe, por conta da venda de um apartamento. O comprador alega que pagou R$ 100 mil, além de ter pago dívidas de condomínio e IPTU, mas o imóvel teria sido invadido por Maria de Fátima, que teria se recusado a assinar a escritura. Ela alega que não invadiu o apartamento porque não sabia que tinha sido vendido e que a venda foi feita por uma intermediária que não tinha procuração para a negociação. Na polícia, constam as seguintes passagens: Homicídio (1997) Porte de arma (2003) Crime contra a ordem pública (2003) Resistência a prisão (2006 e 2007) Exercício arbitrário da própria razão (2007) - quando a pessoa excede no direito de reagir em legítima defesa Violação de domicílio (2007) Informações sobre o paradeiro de Denis e da mãe dele podem ser repassadas de forma anônima pelo Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados, no telefone (21) 98849-6099; pela Central de Atendimento, no (21) 2253-1177; através do Facebook; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ.


'Dr. Bumbum' tinha diploma, mas não podia trabalhar como cirurgião plástico: saiba contratar um médico com segurança
Terca feira, 17 Julho 2018 20:45:41 -0000

Cirurgia ilegal feita por médico sem especialização acabou em morte de paciente na Barra da Tijuca, no Rio. Ele é réu em mais de 10 ações. Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum Reprodução/Instagram Um procedimento feito pelo médico Cesar Barros Furtado, conhecido como Dr. Bumbum, resultou na morte da paciente Lilian Calixto, de 46 anos. Com mais de 650 mil seguidores, ele não tinha CRM na cidade do Rio de Janeiro – a cirurgia foi feita em um apartamento na Barra da Tijuca – e é réu em mais de 10 ações. Mas, então, como descobrir que um médico é confiável? De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o sinal mais claro e também problemático da história é o local onde a cirurgia foi feita. "Isso é bizarro. Isso vai contra qualquer princípio mínimo da medicina", disse o presidente da SBPC, Niveo Steffen. Segundo os médicos, um procedimento, mesmo que seja um preenchimento minimamente invasivo, precisa ser feito em um ambiente preparado, um hospital ou um centro cirúrgico com aparelhamento para qualquer problema que precise de atendimento profissional em uma emergência. "Não pode fazer em nenhuma estrutura que não seja um consultório equipado, uma clínica, ou um hospital. Não pode em apartamento, nem em cabeleireiro, nem em centro de estética", disse Francesco Mazzarone, diretor do Serviço de Cirurgia Plástica da Santa Casa. Antes de marcar a cirurgia e garantir se ela será feita em ambiente seguro, é importante ficar atento à formação do médico. "A formação do cirurgião plástico na verdade é de 11 anos. Nós temos 6 anos de faculdade de medicina, mais 2 anos de cirurgia geral e depois mais 3 anos de estudo da especialidade", disse Steffen. Lilian Calixto morreu após procedimento com 'Dr. Bumbum' Reprodução/TV Globo "Muito fácil uma pessoa fazer um curso de um fim de semana e sair por aí fazendo procedimento", explicou. "Um especialista que tem a formação de antemão sabe que a aplicação de um produto intramuscular tem chance de embolia muito alta, entre outras coisas importantes". A SBCP informou que disponibiliza em seu site, Facebook, e-mail ou telefone uma consulta para saber quando um médico é credenciado. Além disso, é possível pedir o CRM do profissional e checar no Conselho Regional de Medicina de cada estado para saber a situação do profissional. E as redes sociais? Mesmo com milhares de seguidores, Furtado não tinha especialização na área nem CRM para atuar no Rio de Janeiro. Como desconfiar? Médico tem 645 mil seguidores no Instagram Reprodução / Rede social "Antes de sermos cirurgiões plásticos, nós somos médicos. Como médicos, nós temos um código de ética que precisa ser respeitado, independente da especialidade", disse Steffen. "Acho que o médico pode ter redes sociais. O que não pode é ter um Instagram como uma maneira de comunicação para o profissional vender o seu produto, ou fazer sensacionalismo, ou mostrar pré e pós operatório de paciente". Como checar a conta de um médico nas redes sociais: Médicos não devem colocar propagandas de cirurgias e terapias, porque os procedimentos precisam de uma avaliação para ver se ele são recomendados para cada paciente Médicos não devem colocar fotos de “antes e depois”, já que estão proibidos de divulgar pré e pós operatório de pacientes pelo código de ética Médicos podem dar dicas de prevenção para doenças, se tiverem formação para tal, e que tenham comprovação científica O ideal é entrar em contato e pedir o CRM para checar o ‘status’ do profissional Os médicos não podem mostrar dicas de como fazer procedimentos


Tanguá recebe Arraiá do Programão Carioca no sábado
Terca feira, 17 Julho 2018 19:34:26 -0000

Evento gratuito terá brincadeiras típicas e show de forró com o grupo Raiz do Sana. Banda Raiz do Sana é uma das atrações da festa Divulgação/Thakurani Albuquerque O município de Tanguá será palco do Arraiá do Programão Carioca, no sábado (21), na Praça Robson Siqueira Nunes. O evento gratuito, promovido pela Globo, terá forró, quadrilha e brincadeiras típicas de festa junina e tem como objetivo estimular a produção cultural local e democratizar o acesso às artes. Aproveite as últimas semanas de arraiás no Rio; veja lista A festa começa às 13h, com brincadeiras como jogo de argolas, das latas e pescaria. A partir das 14h, o público poderá participar de oficinas de lanterna de São João, espantalho e figurino tradicional. A banda Raiz do Sana toca uma fusão de xotes, xaxados, maracatus e baiões com outros ritmos e elementos musicais a partir das 15h e, depois da apresentação, terá uma oficina de forró e show de Felipão do Forró – morador da região e músico – com apresentação da Quadrilha da terceira idade de Tanguá. Durante todo o evento, que tem parceria com o Sesc, as crianças poderão se divertir em brinquedos e o público adulto vai poder visitar a feira de artesanato de Tanguá, que reúne o trabalho em crochê, bordado, biscuit e pintura de trinta artesãs. Arraiá do Programão Carioca 21 de julho, sábado A partir das 13h Praça Robson Siqueira Nunes (observatório de talentos) - Centro Rua Maria Tomásia Macedo – Tanguá Entrada gratuita Classificação livre Veja mais em rio.globo.com


Foragido, Dr. Bumbum foi indiciado ao menos 6 vezes pela polícia do DF
Terca feira, 17 Julho 2018 15:01:33 -0000

Clínica clandestina no Lago Sul foi alvo de operação em novembro. Paciente morreu após cirurgia em cobertura na Barra da Tijuca, no Rio, neste domingo. Denis Cesar Barros Furtado, o "Dr. Bumbum", é considerado foragido pela Justiça Reprodução/Instagram Conhecido como Dr. Bumbum, o médico Denis Cesar Barros Furtado foi indiciado ao menos seis vezes pela Polícia Civil do Distrito Federal por exercício ilegal de medicina e crime contra o consumidor. Ele foi alvo de uma operação realizada em novembro de 2017 em uma clínica clandestina mantida no Lago Sul, área nobre de Brasília. Até esta quarta-feira (18), o Ministério Público informava que não tinha conhecimento de denúncia contra o médico à Justiça. No entanto, o órgão disse que existe a possibilidade de ele já estar respondendo judicialmente em algum processo que esteja correndo em sigilo. O médico está foragido desde que fez um procedimento estético na cobertura de um apartamento na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, que terminou com a morte de uma paciente, no domingo (15). A advogada dele diz que "muitas das informações" são falsas (leia mais no fim da reportagem). Após o caso, a namorada do médico, Renata Fernandes Cirne, de 20 anos, foi presa. A mãe dele, a médica Maria de Fátima Barros – que está com o registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) do DF cassado –, fugiu. Já o Dr. Bumbum ainda tem registro ativo no CRM do DF. A maioria dos processos sobre o médico relacionados à má prática do exercício corre em sigilo no Tribunal de Justiça do DF. Sistema do Conselho Regional de Medicina do DF diz que registros do médico estão regulares Reprodução Durante a operação em Brasília, foram apreendidos documentos, dinheiro, material hospitalar e três armas – duas pistolas .380 e uma espingarda calibre .12 – sem registro no Ministério da Justiça. Por causa das armas, chegou a ser detido em flagrante, mas foi liberado após pagar fiança. Operação no Lago Sul Segundo a polícia, o material apreendido em novembro comprovou que houve prática de medicina em local inapropriado. Além disso, só não houve abordagem prévia da Vigilância Sanitária e do CRM por causa do horário de funcionamento da clínica, sempre à noite – uma estratégia para evitar a fiscalização, segundo o delegado Paulo Márcio Meireles Rodrigues. As investigações começaram naquele mês, quando ao menos duas vítimas procuraram a delegacia do Lago Sul para denunciar o médico e reclamar de procedimentos que não deram certo. Renata Fernandes Cirne está presa e Denis Cesar, foragido da Justiça Divulgação "Para cada procedimento, as pacientes desembolsavam entre R$ 10 mil e R$ 20 mil", disse o delegado. “Eram tratamentos não reconhecidos, alguns até mesmo proibidos, como implantes hormonais para fins estéticos." Um dos casos que chamaram a atenção da polícia foi o de uma tetraplégica que procurou a clínica para diminuir as dores que sentia. Ele prometeu que ela voltaria a andar e fez um "implante hormonal". A cada espasmo que ela tinha, dizia que era a prova de que o tratamento estava funcionando. Porém, além de a paciente não melhorar, passou a sofrer de um problema pulmonar. Os investigadores afirmam ainda que o médico prometia terapia neural para curar depressão, mas aplicava apenas aminoácidos nas vítimas. Dr. Bumbum "Dr. Bumbum" tem 645 mil seguidores no Instagram Instagram/Reprodução Denis Furtado é popular nas redes sociais, onde ele mesmo se fez conhecer pelo apelido de Dr. Bumbum. No Instagram, ele conta com mais de 645 mil seguidores. Na rede sociais, ele dá dicas de saúde e exibe os resultados de antes e depois dos procedimentos estéticos que realiza. Estas são as mais populares e chegam a contar com 10 mil curtidas. Sindicância Ao G1, o Conselho Regional de Medicina do DF informou que é o conselho do Rio que está liderando as investigações sobre a morte da paciente, pois é onde ocorreu a morte do paciente. A cassação do registro mantido em Brasília só pode ocorrer após as investigações em território fluminense serem encaminhadas à capital. Bancária morre após procedimento estético com médico conhecido nas redes sociais Alegando sigilo, o órgão disse que não pode divulgar o número de sindicâncias das quais o Dr. Bumbum é alvo. O Conselho Federal de Medicina (CFM), por sua vez, informou que Denis Cesar Barros Furtado responde a "processo ético-profissional" no CRM-DF. Também segundo o órgão, ele foi alvo de uma "interdição cautelar para o exercício da profissão" em março de 2016, medida suspensa três meses depois pela Justiça. Defesa Em nota enviada ao G1, a advogada do médico, Naiara Baldanza, afirmou que "muitas das informações que estão circulando na internet e redes sociais acerca do médico são inverídicas". "Ninguém é considerado culpado antes da sentença penal condenatória e que qualquer conclusão acerca da morte de Lilian Calixto e a eventual responsabilidade do meu cliente sobre essa fatalidade é precoce", disse a advogada. Segundo Baldanza, a paciente que morreu no Rio de Janeiro não apresentou complicações no procedimento estético e foi acompanhada pelo Dr. Bumbum ao hospital. Questionada pelo G1 se a advogada sabe onde está o médico e se ele se entregará à Justiça, ela disse que "por enquanto, este é meu único pronunciamento". Veja mais notícias sobre a região no G1 DF. Initial plugin text


Polícia Federal faz operação contra roubos de carga em AL e mais cinco estados
Terca feira, 17 Julho 2018 09:37:59 -0000

Segundo a PF, motoristas de caminhões simulavam sequestros para desviar mercadorias. Prejuízo estimado em roubo de carga é de R$ 8,6 milhões. PF prende 32 pessoas integrantes de uma quadrilha de roubo de cargas no Sudeste e Nordeste Uma operação da Polícia Federal contra suspeitos de roubos de carga em Alagoas e mais cinco estados prendeu 32 pessoas nesta terça-feira (17). A operação denominada Transbordo cumpre 176 mandados judiciais expedidos pela 17ª Vara Criminal de Maceió. Estima-se que a organização criminosa tenha causado um prejuízo superior a R$ 8,6 milhões, só em relação a roubo de cargas e caminhões. Inicialmente, a Polícia Federal havia informado que tinham sido expedidos 64 mandados de prisão e 106 de busca e apreensão. O número foi atualizado às 10h40. Uma nova atualização foi feita às 12h50, mudando os número para 66 mandados de prisão e 107 de busca e apreensão, além de 3 de interdição de empresas. A operação ocorreu em Maceió, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Ceará e Pernambuco. Segundo a PF, 5 pessoas foram presas em Alagoas, mas a maioria dos mandados foi cumprida em São Paulo, onde houve 13 prisões. As outras aconteceram na Bahia (12), e no Rio de Janeiro (2). Ao todo, os mandados foram expedidos para: São Paulo - 48 de busca e apreensão e 25 de prisão; Bahia - 37 de busca e apreensão e 25 de prisão; Alagoas - 18 de busca e apreensão e 12 de prisão; Rio de Janeiro - 2 de busca e apreensão e 2 de prisão; Pernambuco - 1 de busca e apreensão e 1 de prisão; Ceará - 1 de busca e apreensão e 1 de prisão. Segundo a PF, as empresas que tiveram mandados de interdição expedidos estão envolvidas em receptação de mercadorias roubadas, na cidade de São Miguel dos Campos, Litoral Sul de Alagoas. Material apreendido durante a operação contra roubo de carga Divulgação Segundo a PF, a operação é para desarticular uma organização criminosa que atua em diversos estados do Nordeste e do Sudeste, valendo-se de falsas comunicações de crimes de roubo, além de adulteração de veículos, golpes em seguradoras e outros delitos. As investigações começaram há cerca de um ano, com um roubo de carga em Alagoas. “Houve o flagrante e com o aprofundamento das investigações se identificou que na verdade não foi um caso esporádico, mas sim havia uma quadrilha por trás atuando dessa forma”, afirmou o superintendente da PF em Alagoas, Rolando Alexandre de Souza. A organização criminosa contava com a participação dos motoristas dos caminhões, que simulavam terem sido sequestrados por assaltantes, enquanto outros integrantes realizavam a desativação dos dispositivos de segurança do caminhão e a subtração da carga. Depois disso, o motorista ia até a polícia para registrar a falsa comunicação do crime. Segundo as investigações, a organização criminosa não tinha um tipo de mercadoria preferencial como alvo. Eles atuavam em qualquer frente, desde que fosse mercadoria (têxtil, eletrônicos, alimentos etc). A investigação foi realizada pela Superintendência da Polícia Federal em Alagoas, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal. Infografia: Karina Almeida/G1 Presos saíram da sede da PF em Alagoas para fazer exame no IML Material apreendido durante a operação da Polícia Federal contra roubo de carga Divulgação Caminhão apreendido é levado para a sede da PF Ascom/PF Veja mais notícias da região no G1 Alagoas


The Voice Brasil: Ivete, Teló, Lulu e Brown contam curiosidades musicais em VÍDEO
Terca feira, 17 Julho 2018 09:00:58 -0000

Sétima edição estreia nesta terça-feira (17). Técnicos do programa dizem qual música cantam no chuveiro, listam canções para chorar e lembram a 1ª vez na música. The Voice Brasil: Veja curiosidades musicais sobre os técnicos Ivete, Teló, Lulu e Brown A sétima temporada do "The Voice Brasil" começa nessa terça-feira (17). A pedido do G1, os técnicos Michel Teló, Ivete Sangalo, Lulu Santos e Carlinhos Brown resolveram revelar curiosidades musicais (assista no vídeo acima). Eles elegem músicas para cada momento da vida: O que ouvir quando se está triste? Quais não podem faltar numa festa? Quais são boas para cantar no chuveiro? Qual foi a estreia na música? Ivete revelou que adora cantar músicas de Caetano no chuveiro. Michel Teló contou que se emociona toda vez que escuta a canção "Guri". Após o nascimento de seu filho, Teodoro, a letra passou a ter um valor ainda maior para ele. Lulu elegeu "Festa", da parceira Ivete, como a melhor opção para quem quer ferver na pista de dança. E Brown relembrou a primeira música que cantou: "Leva Eu Sodade". Brown relembrou a primeira música que cantou: "Leva Eu Sodade", dos Cantores de Ébano Jorge Soares/G1 Quando quer afogar as mágoas, Ivete dá um play nas músicas de Nana Caymmi e em "O Que Será", de Chico Buarque. "Esse choro meu que digo ele é meio datado, porque eu não tenho razões para chorar. Esse choro é muito relacionado com perdas, com a virada da infância pra adolescência. Mas eu choro muito pouco, eu tenho que ser forçada mesmo, alguém tem que me dar um beliscão e colocar uma música pra sair uma lágrimas", diverte-se a cantora. Os técnicos também revelaram para quem eles "virariam a cadeira" quando o assunto são os novos talentos da música. Ivete e Lulu escolheram o cantor Silva, capixaba que tem se destacado na MPB. Michel Teló foi só elogios para uma voz sertaneja: "O Brasil inteiro aposta nela, eu acredito no talento dela como cantora, compositora. É a Marília Mendonça. É bonito ver o trabalho que ela vem fazendo, ela tem uma inteligência, sabe escolher repertório, isso tudo conta muito. A cadeira está sempre virada para ela". 'The Voice Brasil' estreia botão de bloqueio Patricia Teixeira/G1 Você está bloqueado A nova edição ganhou uma apimentada a mais com o “botão de bloqueio”. A ferramenta vai permitir que os técnicos possam bloquear uns aos outros durante a fase audições às cegas. Mas o técnico só saberá que está impedido de participar da disputa se virar sua cadeira. Outra novidade é que o reality musical passa a ser exibido duas vezes na semana: toda terça e quinta-feira. Técnico Michel Teló, tricampeão no programa, aposta em uma nova vitória Jorge Soares/G1 Teló, tricampeão no programa, aposta em uma nova vitória: "Costumo dizer que não venho aqui pra brincar. Agora inventaram esse botão pra bloquear, estou doido pra usar. Sobre as vitórias, acho que foram as escolhas certeiras que fiz".


Instrutor de voo livre salta de parapente com vira-lata para chamar a atenção sobre animais abandonados
Terca feira, 17 Julho 2018 08:00:40 -0000

Piloto possui ONG de proteção a bichinhos e abriga cães que estavam em situação de abandono. Cadela Dorinha já pulou quatro vezes. Instrutor salta de parapentes com vira-lata É um pássaro? É um avião? Não, não é o Super-Homem: é Dorinha, vira-lata que tem mais horas de voo que muita gente. A cadelinha é craque no parapente. Seu dono, o instrutor Luciano Miranda, já saltou com ela quatro vezes - e por um motivo nobre: proteger os animais. Dorinha contempla a paisagem durante voo de parapente em Niterói Bruno Albernaz / G1 Miranda ajuda a pilotar a Sociedade Niteroiense Protetora dos Animais (Sonipa), ONG que cuida de 28 cães e 12 gatos que estavam em situação de abandono. E o resgate está pesando nas costas. Os saltos servem para chamar a atenção sobre o tema. "A gente não recebe recursos de ninguém. Algumas pessoas se sensibilizam e perguntam se queremos dinheiro. Eu digo que não, não quero dinheiro. A gente precisa só de ração", explica. "Gastamos cerca de R$ 1.200 a cada 20 dias com alimentação para esses cães abandonados. Nós temos uma ajuda veterinária, que ajuda com vacinas, remédios e castrações", continua Miranda. Já levar Dorinha no colo durante os saltos não pesa nada, e, segundo ele, a cadelinha parece gostar. O G1 acompanhou um dos voos - a cadelinha passou também pela análise de uma veterinária no dia. "O voo da Dorinha foi perfeito. Ela ficou bem conectada sentada no meu colo, calmamente, contemplando serenamente com movimentos apenas da cabeça, de um lado para o outro. O pouso foi perfeito, com velocidade zero", diz o piloto. Preparação Dias antes da primeira decolagem da Dorinha, Luciano fez um teste no chão, durante o qual ajustou os equipamentos de segurança e fez uma análise do comportamento da cadela. "Fizemos curtos deslocamentos de moto, simulando decolagens, para testes de amarração e comportamento. O parapente pode ser pilotado apenas com o deslocamento do corpo. Assim as mãos ficam disponíveis para ajustar o animal no colo", explica. Dorinha faz voo teste no chão, antes do voo principal no Parque da Cidade. Bruno Albernaz / G1 Herdeira Dorinha não foi a única cadela voadora em Niterói. Em 2006, Belinha, que também foi resgatada na rua, foi a primeira a contemplar o voo do Parque da Cidade. Anos depois, a cadela faleceu de leptospirose, e Luciano ficou sem sua parceira de voo. "Após anos sem realizar voos com meus cães, uma nova sugestão natural apareceu: Dorinha. Ela não fica sossegada quando decolo ou passo voando próximo à rampa. O voo com a Dorinha é uma oportunidade emocionante que está sendo dada para uma homenagem honrosa e merecida à minha eterna, saudosa e verdadeira amiga Belinha", lembra. Belinha morreu de leptospirose em 2016 e Luciano ficou sem sua parceira de voo. Reprodução / Redes Sociais O que dizem os veterinários Especialistas em saúde animal falaram ao G1 sobre os cuidados que o dono deve ter ao levar o cãozinho para uma atividade radical. Médica veterinária e professora da Faculdade de Veterinária da UFF, Juliana Ferreira de Almeida destacou que a prática do esporte não é recomendada para todo e qualquer tipo de cão. “A gente não pode considerar que todos os cães estão aptos a praticar um voo de parapente. Animais também sentem medo, dor, desconforto e estresse. Por isso, seria importante a avaliação de um profissional, em relação à duração da atividade e ao esforço físico que será exigido. Animais com problemas articulares e cardiopatas ou que não estejam com as vacinas em dia não são indicados", explicou Juliana. A veterinária Bárbara Bianca acompanhou o voo da Dorinha e destacou que a cadela está saudável e apta a fazer atividades radicais. “A Dorinha está em boas condições de saúde. É um animal que já está acostumado a fazer esse tipo de atividade. Costuma andar de moto, então é um animal que não vai apresentar cinetose, um enjoo associado ao movimento.” A Sonipa Em casa, Luciano cuida de 28 cães e 12 gatos, todos resgatados na rua. Miguel Folco / G1 A ONG de Luciano recolhe e prepara o animal abandonado para adoção. Ao lado do instrutor, cuidam da Sonipa os sócios Renata Faria Alves, Ana Cristina e Daniel Marques. "Nós realizamos todo fim de mês uma feira de adoção em Itaipu, na Região Oceânica de Niterói. Muitos deles são adotados, mas outros acabam tendo que voltar para nossa ONG", revela. A próxima feira de adoção será realizada no dia 28 de julho, das 10h às 14h, na Estrada Francisco da Cruz Nunes 9.137, Itaipu, na calçada da Royal Rações. Pelo menos 15 animais, entre gatos e cachorros, estarão disponíveis para adoção. Já quem quiser doar ração para a ONG pode entrar em contato com os organizadores neste e-mail ou neste outro. Dorinha faz seu quarto voo de parapente Luciano Miranda / Arquivo Pessoal Dorinha contempla o visual da Lagoa de Piratininga, em Niterói Luciano Miranda / Arquivo Pessoal Cadela Dorinha contempla a paisagem de Niterói em voo de Parapente Luciano Miranda / Arquivo Pessoal Cadela Dorinha realiza mais um voo de parapente por Niterói Bruno Albernaz / G1 Dorinha contempla a paisagem durante voo de parapente em Niterói Bruno Albernaz / G1 Dorinha e Luciano posam para foto após o pouso Luciano Miranda / Arquivo Pessoal


Juiz do DF determina bloqueio de bens de Marcelo Crivella e de mais 8 investigados
Segunda feira, 16 Julho 2018 20:16:00 -0000

Ação por improbidade está relacionada a contrato do Ministério da Pesca com uma empresa no período em que Crivella era ministro. Procurado, prefeito do Rio disse que fiscalização não cabia a ele. Juiz do DF determina bloqueio de bens de Marcelo Crivella e de mais 8 investigados O juiz Renato Borelli, da 20ª Vara Federal do Distrito Federal, decretou nesta segunda-feira (16) o bloqueio de bens do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), e de outros oitos investigados. O bloqueio foi determinado no âmbito de uma ação por improbidade administrativa relacionada a um contrato fechado pelo Ministério da Pesca com uma empresa quando Crivella era o ministro – leia detalhes mais abaixo. Procurado, Crivella divulgou a seguinte nota: "Em relação à decisão do juiz federal da 20ª Vara do Distrito Federal, vale ressaltar que foi determinada realização de sindicância no Ministério da Pesca e o contrato foi cancelado antes mesmo da manifestação da Controladoria Geral da União (CGU). Cabe esclarecer que não é da responsabilidade de um ministro de estado a fiscalização de contrato." Na decisão, a Justiça do Distrito Federal determina o bloqueio de até R$ 3.156.277,60 dos investigados. Ao pedir o bloqueio, o Ministério Público Federal (MPF) argumentou que a medida visa "garantir o pleno ressarcimento do erário" em caso de condenação. O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB) Moreira Mariz/Agência Senado Entenda o caso A ação investiga a suspeita de sobrepreço na contratação da empresa Rota Nacional Comércio e Manutenção de Equipamentos Eletrônicos para o fornecimento e instalação de vidros e acessórios no prédio onde funcionava o Ministério da Pesca e Aquicultura. Segundo o MPF, a Controladoria-Geral da União (CGU) constatou a contratação de serviços "sem necessidade demonstrada" e com "superestimativa de quantidades". O sobrepreço, de acordo com a acusação, seria de R$ 411.595,00. "Todo o alto escalão tinha contato direto com o então ministro", diz o Ministério Público. Ao analisar o caso, o juiz de Brasília afirmou: "Percebo fortes indícios de irregularidades cometidas no âmbito do contrato." "São claros, portanto, os indícios da prática de atos de improbidade administrativa", acrescenta Borelli na decisão. O bloqueio abrange "todos os valores creditados em contas bancárias, cadernetas de poupança, fundos de investimento ou quaisquer outras aplicações financeiras" cujo titular seja um dos investigados. O juiz também determinou a notificação de todos os citados na ação para apresentarem defesa prévia na ação. Restrições a Crivella Mais cedo, nesta segunda, a Justiça do Rio de Janeiro determinou restrições à atuação de Crivella como prefeito. Isso porque foi revelada uma reunião secreta dele com pastores no Palácio da Cidade, na semana passada. O juiz Rafael Cavalcanti Cruz, da 7ª Vara de Fazenda Pública, determinou que Crivella está proibido, por exemplo, de usar a máquina pública em interesse de grupos religiosos, de privilegiar o uso de serviços públicos (como filas de hospitais) ou de realizar censos religiosos.


Bloco Me Enterra na Quarta homenageia Hermeto e Dominguinhos em festa julina
Segunda feira, 16 Julho 2018 16:50:04 -0000

Evento será na sede do Cordão da Bola Preta, na Lapa, no sábado (21). Banda que desfila tradicionalmente na Quarta-feira de Cinzas troca as músicas de carnaval por forró e quadrilha. Bloco Me Enterra na Quarta promove sua primeira festa de São João André Rola/Divulgação O bloco Me Enterra na Quarta desce as ladeiras de Santa Teresa, onde tradicionalmente encerra o carnaval do Rio na Quarta-feira de Cinzas, para estrear nas festas de São João. No sábado (21), a banda de 10 músicos promove um arraiá na sede do Cordão da Bola Preta, na Lapa, com homenagem a Hermeto Paschoal e Dominguinhos. O show terá também a apresentação dos cerca de 60 integrantes da oficina do bloco, realizada na Praça Paris, na Glória. Comidas e bebidas típicas serão vendidas em barraquinhas. O ingresso pode ser comprado antecipadamente pela internet, a R$ 15, e no dia do evento, na porta do clube, a R$ 20. Arraiá do Cordão da Bola Peta Quando: Sábado (21), às 22h30 Local: sede do Cordão da Bola Preta, na Rua da Relação, 3, Lapa Ingressos: R$ 15 (antecipado, pelo site) ou R$ 20 (na porta) Tel.: 2240- 8049 Me Enterra na Quarta fez ensaios para o arraiá na Praça Paris, na Glória André Rola/Divulgação


Família de grávida morta quer guarda do bebê resgatado em favela no RJ
Domingo, 15 Julho 2018 14:17:02 -0000

Gestante foi morta e teve o filho tirado do útero em Paraibuna (SP). Casal suspeito do crime tinha fugido para Duque de Caxias. Eles foram localizados e presos no sábado (14). Criança está internada. Bebê roubado da barriga da mãe é resgatado pela polícia no sábado (14) e está sob cuidados médicos Divulgação/ Polícia Civil O tio da grávida morta, que teve o bebê arrancado do útero e roubado em Paraibuna (SP), disse neste domingo (15) que quer a guarda da criança. O recém-nascido foi encontrado com o casal de suspeitos em uma favela no Rio de Janeiro. O bebê está internado na UTI neonatal de um hospital em Duque de Caxias (RJ), onde passa por exames. A dupla está presa temporariamente. Apesar do desejo da família, a decisão sobre o futuro do recém-nascido será da Justiça - não há prazo. O caso deve ser acompanhado por conselheiros tutelares nos próximos dias. O tio, que preferiu não ter a identidade divulgada, contou que a família já cria dois filhos dela, de 12 e 5 anos. O pai de uma criança está preso e o da outra morreu. A família da Leilah dos Santos, de 39 anos, é pequena e mora em São José dos Campos (SP). O tio contou que ela teve uma adolescência considerada normal e foi criada pela avó. Leilah começou a ter problemas após envolvimento com as drogas. Ela chegou a ser internada em clínicas para recuperação de dependentes químicos mais de uma vez. Oito meses atrás, segundo o tio, ela teve uma recaída e voltou a consumir drogas. Leilah dos Santos teve o bebê arrancado do útero Arquivo Pessoal Acordo A polícia investiga se o casal preso tinha um acordo com Leilah para a compra do bebê. Um dos depoimentos colhidos até agora sinaliza que havia um trato entre a suspeita e Leilah. Em troca do bebê, o casal cuidaria dela, sustentaria o vício e na entrega da criança pagaria R$ 500. O tio disse ainda que sabia que a sobrinha estava grávida, porque a encontrou em maio. Na ocasião, ela foi levada para a casa da família, tomou um banho e voltou para a rua. "Não conheço esse casal acusado pelo crime e nunca soube que ela esteve sob os cuidados deles", disse. Para o tio, Leila vivia em um abrigo da prefeitura. No entanto ela foi identificada como andarilha pela polícia. O parente disse que vai nesta segunda-feira (16) para Paraibuna para dar entrada oficialmente no pedido de guarda do bebê. A família não sabe a identidade do pai do recém-nascido. A suspeita foi descoberta pela polícia após tentar registrar o bebê e não conseguir comprovar a maternidade Reprodução/TV Globo Boletim médico A Secretaria Municipal de Saúde de Duque de Caxias informou que o recém-nascido resgatado está na UTI do hospital municipal Drº Moacyr do Carmo sob os cuidados de uma equipe pediátrica. O bebê tem 2,7 kg, quadro clínico estável, e passa por exames. Não há previsão de alta. Investigação O delegado Raian Brega Araújo esteve no Rio de Janeiro no sábado, onde ouviu os suspeitos. Ele não quis informar, por enquanto, o teor do depoimento. Os suspeitos foram trazidos para o Vale do Paraíba, onde estão presos. O delegado conseguiu chegar à identidade do casal depois que a mulher foi ao cartório com o bebê tentar obter o registro dele. Sem a comprovação da maternidade, ela não conseguiu a certidão de nascimento. A situação chamou a atenção dos funcionários do cartório e a polícia foi acionada. O namorado dela também é suspeito por ter contado à amigos do casal que tinha feito o parto da mulher, supostamente para encobrir o crime. Para polícia, ele foi cúmplice no homicídio.


Quem são os 'influenciadores digitais do bem' que acompanharam Malala em sua viagem pelo Brasil
Domingo, 15 Julho 2018 04:00:40 -0000

Pela primeira vez, a ativista paquistanesa convidou jovens que fizeram fama pelas redes sociais para viajar ao lado dela; conheça o trabalho de Elaine Welteroth, dos EUA, Juanpa Zurita, do México, e Jérôme Jarre, da França. Malala posa ao lado de Jérôme Jarre (esq.), Elaine Welteroth e Juanpa Zurita no Pelourinho, em Salvador Divulgação/Luisa Dörr/Malala Fund Nesta semana, a ativista paquistanesa Malala Yousafzai passou seis dias no Brasil visitando ativistas que lutam pela educação de meninas e comemorando seu aniversário de 21 anos. Além das três brasileiras selecionadas para integrar a rede de ativistas de Malala, da fotógrafa brasileira Luisa Dörr e da equipe que trabalha no Fundo Malala, a trupe que percorreu o Brasil também contou com a presença de três influenciadores digitais que, pela primeira vez, tiveram acesso irrestrito à mais jovem vencedora do Prêmio Nobel da Paz. Desconhecidos do grande público brasileiro, Elaine Welteroth, dos Estados Unidos, Juanpa Zurita, do México, e Jérôme Jarre, da França, arrastam milhões de seguidores pelas redes sociais. Eles foram escolhidos para a viagem, porém, pelo que decidiram fazer com a audiência que acumularam durante os anos: campanhas voluntárias de solidariedade e debates sobre direitos humanos e igualdade. Exclusivo: ensinar às meninas que elas têm direitos é 'crucial', diz Malala "Ela já havia conhecido todos os três em outras ocasições, queria conhecê-los melhor e também acreditou que eles poderiam amplificar sua mensagem em prol da educação e igualdade para meninas", afirmou a equipe de comunicação do Fundo Malala ao G1. Com acesso irrestrito à paquistanesa e hospedados nos mesmos hoteis, os três percorreram o Brasil ao lado dela e postaram detalhes em suas redes sociais. No Pelourinho, em Salvador, Malala amarrou uma fita do Senhor do Bonfim no pulso de Elaine e pediu que ela fizesse um pedido. Além disso, eles passaram dois dias no Rio, onde visitaram o Pão de Açúcar com bailarinas do projeto Na Ponta dos Pés, aprenderam sobre a história de Marielle Franco na sede da Rede Nami e cantaram "Parabéns a você" à ativista em um restaurante em Santa Tereza. Na sexta-feira (13), eles já estavam de volta a seus países. "Ela realmente adorou tê-los na viagem. Isso fez do período de Malala no Brasil ainda mais significativo: as meninas que conhecemos inspiraram Malala, mas também Elaine, Juanpa e Jerome – três pessoas a mais que podem ajudar a contar suas histórias", informou o Fundo Malala. Ao lado de Malala, Jérôme Jarre, Juanpa Zurita e Elaine Welteroth aplaudem apresentação do Olodum em Salvador Egi Santana/G1 Conheça o trabalho de cada um deles: Igualdade de gênero e racial Aos 31 anos, a californiana Elaine Welteroth já entrou para a história do jornalismo americano. Em 2016, ela foi incluída na lista de 100 afroamericanos mais influentes e, em 2017, foi promovida ao cargo de editora-chefe da revista Teen Vogue. Ela foi a segunda pessoa negra a receber um cargo desses na história centenária da editora Condé Nast, e a mais jovem. Durante o tempo que passou à frente da revista, Elaine foi responsável por ampliar a diversidade de temas discutidos e expandir o alcance digital da Teen Vogue, incluindo a cobertura das eleições presidenciais. Depois que a edição impressa da revista foi extinta, Elaine, que trabalhou na editora durante cerca desde 2011, decidiu, no início do ano, dedicar seu tempo a manter sua marca pessoal, principalmente seu perfil no Instagram, onde tem 270 mil seguidores. De entrevistadora, ela passou a entrevistada, palestrante e moderadora de eventos, além de ser convidada para viagens como a de Malala. Seu foco nos dias em que passou no Brasil foi destacar os aspectos da cultura brasileira influenciados pela negritude, e o desafio de colocar todas as brasileiras na escola. "Hoje, 1,5 milhão de meninas têm o direito à educação negado no Brasil. 1,5 milhão! Apesar de esse número ser chocante, infelizmente é só uma pequena parte das 130 milhões de meninas no mundo que enfrentam a mesma injustiça. A notícia positiva é que isso significa que nosso objetivo de superar essa crise no Brasil é alcançável, e enquanto estivermos vivos!" - Elaine Welteroth Initial plugin text Milhões arrecadados para a África e os refugiados Juanpa Zurita é mexicano, tem 22 anos e um canal no YouTube com oito milhões de inscritos, onde começou produzindo vídeos humorísticos caseiros. O mais jovem da turma de "influenciadores do bem" escolhidos para a viagem com Malala, ele foi eleito em 2015 o "ícone do ano" pela MTV Latinoamérica, e desde 2016 também virou modelo de marcas como Louis Vitton e Dolce & Gabbana. Já Jérôme Jarre, nascido na França, tem 28 anos e acabou virando uma sensação mundial depois que um de seus vídeos curtos de comédia na plataforma Vine viralizou. O jovem, que afirma ter largado a faculdade porque não queria uma vida monótona e sem riscos, criou uma empresa e passou a fazer uma série de parcerias com marcas que queriam seu estilo de comédia anunciando seus produtos. Mas, de acordo com Jérôme, quanto mais seguidores ele acumulava, mais seletivo ele se tornou, até que passou a dedicar seu tempo com campanhas de solidariedade pelo mundo. Juntos, Jérôme e Juanpa criaram o "Love Army" (Exército do Amor, em inglês), e uniram outras webcelebridades, além de celebridades da música e do cinema, para arrecadar fundos e doar recursos para diversos projetos. Só em 2017 eles juntaram 2,7 milhões de dólares (quase R$ 10 milhões) para levar água à Somália, outros 2,2 milhões de dólares (R$ 8,3 milhões) para os refugiados rohingya e 1,3 milhões de dólares (quase R$ 5 milhões) para ajudar às vítimas do terremoto no México. "Como eu e Jérôme somos homens, nós não necessariamente crescemos conscientes do que realmente significa ser uma mulher, ou do preconceito que vem com isso. Nós estamos honrados de agora ter a melhor professora do mundo para isso, e estamos ansiosos para aprender como também podemos fazer parte dessa luta pela educação de meninas", afirmou Juanpa em seu Instagram. Initial plugin text


Unidos da Tijuca vai contar a história do pão no carnaval de 2019 no Rio
Sabado, 14 Julho 2018 15:12:39 -0000

Enredo vai fazer uma relação do pão com a fome e a religiosidade. Comissão de carnaval este ano conta com Laíla e Fran-Sérgio. Azul e amarelo são as cores da Unidos da Tijuca, que em 2019 vai contar a história do alimento mais popular do planeta: o pão Alexandre Durão/G1 Este ano coube à Unidos da Tijuca o papel de última escola a divulgar o enredo para o carnaval de 2019. A sinopse de “Cada macaco no seu galho. Ó, meu Pai, me dê o pão que eu não morro de fome!”, da comissão de carnaval, foi entregue na noite de quarta-feira (11), aos compositores, num evento na quadra da escola. Para o próximo carnaval, a azul e amarelo da Tijuca vai falar sob história do alimento mais popular do planeta: o pão. Mas não somente do alimento do corpo, mas também do pão que alimenta a alma. O enredo fala desde a “descoberta” do pão pelos egípcios, que se transformou em moeda de troca e poder político. Mas não esquece o suor e a exploração dos trabalhadores na luta pelo pão de cada dia. Ou seja, a relação do pão com a fome e a religiosidade. Além dos carnavalescos Annik Salmon, Hélcio Paim e Marcus Paulo, para 2019, a comissão de carnaval conta também com o trabalho e o talento de Fran-Sérgio e Laíla. Veja o enredo das outras 13 escolas do Grupo Especial Unidos do Viradouro: “Viraviradouro”, de Paulo Barros Acadêmicos do Salgueiro: “Xangô”, de Alex de Souza Imperatriz Leopoldinense: “Me dá um dinheiro aí”, de Kaká e Mário Monteiro Império Serrano: “O que é, o que é?”, de Paulo Menezes São Clemente: “E o samba sambou”, reeditado por Jorge Silveira Unidos de Vila Isabel: “Em nome do pai, do filho e dos santos – a Vila canta a cidade de Pedro”, de Edson Pereira Mocidade Independente de Padre Miguel: “Eu sou o tempo. O tempo é vida”, de Alexandre Louzada Paraíso do Tuiuti: “O salvador da pátria”, de Jack Vasconcellos Portela: “Na Madureira moderníssima, hei sempre de ouvir uma Sabiá”, de Rosa Magalhães Estação Primeira de Mangueira: “História para ninar gente grande”, de Leandro Vieira Acadêmicos do Grande Rio: “Quem nunca...? Que atire a primeira pedra”, de Márcia e Renato Lage União da Ilha do Governador: “A peleja poética entre Rachel e Alencar no avarandado do céu”, de Severo Luzardo Beija-Flor de Nilópolis: "'Quem não viu, vai ver... As fábulas do Beija-Flor'', de Cid Carvalho, Bianca Behrands, Victor Santos, Léo Mídia e Rodrigo Pacheco


AGU recorre de decisão que suspendeu leilão de distribuidoras de energia
Sexta feira, 13 Julho 2018 21:55:39 -0000
Informação foi divulgada pelo órgão nesta sexta (13). Leilão de seis distribuidoras controladas pela Eletrobras foi suspenso por decisão da 19ª Vara Federal do Rio de Janeiro. A Advocacia Geral da União (AGU) informou nesta sexta-feira (13) ter recorrido da decisão que suspendeu o leilão de seis distribuidoras de energia controladas pela Eletrobras. O leilão das distribuidoras foi suspenso pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) por determinação da 19ª Vara Federal do Rio de Janeiro. O recurso da AGU foi apresentado ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). Em nota, a Advocacia Geral da União informou ter argumentado que a autorização para o leilão "já foi dada por diversos dispositivos legais", acrescentando que o Tribunal de Contas da União (TCU) deu aval ao leilão. Saiba abaixo as distribuidoras que a Eletrobras quer leiloar: Amazonas Energia; Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron); Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre); Companhia Energética de Alagoas (Ceal); Companhia de Energia do Piauí (Cepisa); Boa Vista Energia. Segundo a AGU, as seis distribuidoras acumularam prejuízo de R$ 4,5 bilhões no ano passado, de modo que as operações têm sido mantidas com ajuda da Reserva Global de Reversão (RGR). "Como são recursos que deverão ser posteriormente devolvidos ao sistema elétrico por meio de ajustes tarifários, o atraso na venda das subsidiárias representará, no futuro, um custo maior para os consumidores atendidos por elas." - AGU Energia: Câmara aprova venda de distribuidoras e isenção para famílias de baixa renda Discussão no Congresso Atualmente tramita no Congresso Nacional uma medida provisória (MP) editada pelo presidente Michel Temer para viabilizar a venda das seis distribuidoras de energia (veja no vídeo acima). A MP já foi aprovada pela Câmara dos Deputados, mas ainda precisa ser analisada pelo Senado, o que só acontecerá no segundo semestre deste ano. Por se tratar de MP, a medida já está em vigor desde a publicação, mas, para se tornar uma lei em definitivo, ainda precisa ser aprovada pelo Senado e sancionada por Temer. Durante a tramitação da MP na Câmara, os deputados incluíram a isenção do pagamento da conta de luz para famílias de baixa renda.


Nego do Borel chega à DP para depor sobre roubo e recuperação de carro
Sexta feira, 13 Julho 2018 19:23:15 -0000

Cantor relatou que teve BMW roubado na Praça Saens Peña e que veículo foi posteriormente recuperado. Nego do Borel chega para depor na 19ª DP Carlos Brito/G1 O cantor Nego do Borel prestava depoimento na tarde desta sexta-feira (13) sobre o roubo de seu BMW, ocorrido na Praça Saens Peña, na Tijuca, no último domingo (8). O crime não foi registrado em nenhuma delegacia. Mesmo com a recuperação do veículo, a 19ª DP (Tijuca) intimou o cantor a comparecer à delegacia nesta sexta-feira (13). No dia do roubo, o cantor chegou a publicar um vídeo em redes sociais pedindo ajuda para recuperar o carro, uma BMW X6 avaliada em R$ 500 mil. Porém, o vídeo foi apagado logo depois. Na segunda-feira (9), o artista agradeceu em redes sociais e afirmou que o carro foi recuperado. Nego do Borel publicou em redes sociais que recuperou o carro um dia após ser roubado; delegacia agora investiga o crime. Policiais da 19 DP informaram que, em depoimento, Nego do Borel afirmou que voltava de São Paulo quando soube que seu pai, que dirigia o carro e estava a caminho do aeroporto para buscá-lo, foi assaltado por bandidos armados. Assim que soube, ele gravou um vídeo avisando sobre o roubo do veículo - logo depois, esse conteúdo foi apagado. O carro, que enquanto esteve em poder dos bandidos foi usado para cometer um roubo, foi encontrado na mesma noite, no Morro do Pinto. A delegada titular, Cristiana Bento, explicou que a intimação teve como objetivo entender a dinâmica do roubo, e, principalmente, quem pode estar roubando carros na área da Tijuca. Entre janeiro e maio de 2018, de acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISP), foram registrados 140 roubos de carro na região da delegacia. "Queremos saber exatamente onde foi o roubo, quantos criminosos praticaram esse roubo, se estavam armados, se ele consegue identificar, e queremos saber como houve a recuperação deste veículo. Em que comunidade o veículo estava?", explicou a delegada. Clipe No mesmo dia em que recuperou o carro, o artista divulgou na internet o clipe da música "Me Solta". No vídeo, no qual o cantor se veste com roupas femininas e encarna a personagem Nega da Borelli, ele beija um ator com quem dançava. O clipe foi gravado em junho no Morro do Borel, na Tijuca, onde o cantor foi criado.


Tigres escaparam do RioZoo? Não é verdade!
Quinta feira, 12 Julho 2018 14:33:34 -0000

Mensagens circularam em redes sociais desde a noite de quarta-feira. Nesta manhã, o RioZoo desmentiu o boato e mostrou vídeo dos tigres em jaula. Dois tigres escaparam do RioZoo, localizado na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, Zona Norte do Rio? Não é verdade. O boato circulou em redes sociais desde a noite de quarta (11) e deixou muitos moradores assustados. RioZoo diz que tigres não fugiramm G1 Na manhã desta quinta-feira (12) o zoológico desmentiu a informação. A organização também publicou um vídeo em sua página oficial no Facebook mostrando um dos tigres em segurança para assegurar que os animais estão bem e que o RioZoo está funcionando normalmente. Post do RioZoo desmente que os tigres tenham fugido Reprodução/ Facebook As mensagens compartilhadas em páginas de bairro informaram que helicópteros sobrevoaram o local e agentes de segurança fizeram um cerco para tentar resgatar os animais. Algumas postagens destacaram que a informação não havia sido confirmada, mas compartilharam o boato mesmo assim. Repercussão do boato sobre tigres no Twitter nesta quinta Reprodução/ Twitter É ou não é?’, seção de fact-checking (checagem de fatos) do G1, tem como objetivo conferir os discursos de políticos e outras personalidades públicas e atestar a veracidade de notícias e informações espalhadas pelas redes sociais e pela web. Sugestões podem ser enviadas pelo VC no G1, pelo Fale Conosco ou pelo Whatsapp/Viber, no telefone (11) 94200-4444, com a hashtag #eounaoe.


Parque Nacional do Itatiaia, no Sul do Rio, registra temperatura negativa nesta quinta-feira
Quinta feira, 12 Julho 2018 12:09:29 -0000

Segundo Inmet, termômetros marcaram -1.3ºC, por volta das 5h. Mínima mais baixa foi de -2.5ºC, pela manhã, às 7h. Itatiaia registrou temperatura abaixo de zero O Parque Nacional do Itatiaia, no Sul do Rio de Janeiro, registrou temperatura negativa na madrugada desta quinta-feira (12). Segundo a estação do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que fica dentro da reserva, a 2.452 metros de altitude, os termômetros marcaram -1.3ºC, por volta das 5h. A mínima mais baixa foi de -2.5ºC, pela manhã, às 7h. A região de Visconde de Mauá, em Resende, registrou 5ºC nesta manhã. A meteorologia previa uma madrugada mais gelada e com ventos, depois da passagem de uma frente fria — quando uma massa de ar frio deixa a mínima mais baixa. O recorde deste ano na reserva foi marcado no outono : - 4.6 ºC. Com a chegada do inverno, o turismo comemora a alta temporada, atingindo 70% de ocupação na região de Visconde de Mauá e Itatiaia. Segundo a secretaria do parque, nos finais de semana, o número de visitantes chega a 800 por dia, em períodos de tempo frio. Quinta-feira registrou temperaturas baixas em Visconde de Mauá Reprodução/TV Rio Sul


Senado aprova MP que liberou R$ 1,2 bilhão para intervenção no Rio de Janeiro
Quarta feira, 11 Julho 2018 21:01:19 -0000

Medida provisória foi editada por Temer em 27 de março e precisava ser aprovada pelo Congresso para virar lei em definitivo. Texto segue sanção presidencial. Senadores reunidos no plenário durante a sessão desta quarta-feira (11) Waldemir Barreto/Agência Senado O Senado aprovou nesta quarta-feira (11) a medida provisória (MP) que liberou R$ 1,2 bilhão para as ações relacionadas à intervenção federal na área de segurança pública do Rio de Janeiro. Como o texto já foi aprovado pela Câmara dos Deputados, seguirá para sanção do presidente Michel Temer. Editada por Temer em 27 de março, a MP já está em vigor desde a publicação, mas precisava ser aprovada pelo Congresso Nacional para virar uma lei em definitivo. A intervenção na segurança do Rio de Janeiro foi decretada pelo governo federal em fevereiro deste ano e deverá durar até o fim de dezembro. Na ocasião em que a intervenção foi decretada, o governo federal argumentou que o estado enfrenta uma situação "dramática" e, por isso, a presença dos militares nas ações de segurança foi necessária. Críticas à intervenção Durante a votação da medida provisória, o líder do PT no Senado, Lindbergh Farias (RJ), declarou voto a favor da MP, mas criticou a intervenção. "O senhor sabe quanto foi gasto desses R$ 1,2 bi? R$ 30 mil. É uma desmoralização. Intervenção que não foi levada a sério não existe. (...) Essa intervenção não passa de jogada que foi feita naquele momento", afirmou Lindbergh. Não houve, durante a sessão, discursos a favor da intervenção. Militares e policiais fazem maior operação desde que a intervenção foi decretada no Rio Cargos da intervenção Os senadores também aprovaram nesta quarta uma outra medida provisória, a que criou o cargo de interventor federal no Rio e mais 66 cargos em comissão e funções comissionadas para o gabinete de intervenção. A MP definiu que os cargos e funções serão extintos em 30 de abril e em 30 de junho de 2019. Os ocupantes ficarão automaticamente exonerados ou dispensados nessas datas. O texto segue para sanção do presidente Michel Temer.


Festival comemora Dia Nacional do Peru no Rio
Quarta feira, 11 Julho 2018 19:12:08 -0000

Evento promovido pelo consulado do Peru terá pintura facial, aulas de culinária, venda de artesanato, exibição de filmes, fotografia e apresentações de músicas populares do país. Jovem exibe pintura facial com a bandeira do Peru Divulgação/ Guillermo Leon A cultura peruana desembarca no Rio de Janeiro no sábado (28) trazendo exemplos da gastronomia, cinema, música, fotografia e artesanato dos nossos vizinhos da América do Sul. O festival em comemoração ao Dia Nacional do Peru (28 de julho) será no Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas das 10h às 18h e contará com a presença de chefs peruanos que vão preparar pratos típicos, doces e coquetéis, como o famoso Pisco Sour. A programação também inclui a exibição de filmes e documentários sobre o Peru, aulas de pisco sour e ceviche, demonstração para tocar o cajón peruano, dJs, um conjunto de músicas peruanas e exposições fotográficas temáticas sobre aspectos marcantes da cultura e história do país. A festa é uma realização do Consulado Geral do Peru no Rio de Janeiro em parceria com a Prefeitura do Rio e a Secretaria Municipal de Cultura. O Ceviche é um prato típico no Peru Divulgação Festival Peruano Local: Centro Cultural Municipal Parque Ruínas / Rua Murtinho Nobre, 169 - Santa Teresa Data: 28 de julho, das 10h às 18h Entrada franca Artesanato peruano será vendido no evento Divulgação


Carnaval 2019: União da Ilha vai mostrar o Ceará na visão de poetas; Beija-Flor quer aproximar a cultura e educação
Quarta feira, 11 Julho 2018 12:18:54 -0000

Com enredo lúdico, Severo Luzardo quer aproximar a cultura popular e educação. Beija-Flor vai celebrar seus 70 anos. Unidos da Tijuca apresenta seu enredo nesta quarta-feira. União da Ilha vai mostrar o Ceará na visão dos escritores José de Alencar e Rachel de Queiroz, no carnaval de 2019 União da Ilha do Governador/Divulgação A União da Ilha do Governador vai reunir dois expoentes da literatura brasileira na Sapucaí, no carnaval de 2019. Com o enredo “A peleja poética entre Rachel e Alencar no avarandado do céu”, o carnavalesco Severo Luzardo vai mostrar o Ceará retratado por Rachel de Queiroz e José de Alencar em suas obras. Com a leveza que marca o seu trabalho, Luzardo vai levar para a avenida uma proposta lúdica e prazerosa, que aproxima cultura popular e educação. “Bordaremos com palavras, versos e memórias, a celebração do encontro entre dois expoentes da literatura brasileira”, diz o carnavalesco na sinopse que foi entregue aos compositores da União da Ilha. Nas obras desses dois autores sempre há uma visão do povo, da história e da cultura do Ceará, desde os saberes passados de pai para filho e assombrações que povoam o imaginário popular da terra cercada de mar, mas com o chão emoldurado pela seca do sertão. E as demonstrações de fé embalada em oração e festejada ao som da sanfona e do cordel. Beija-Flor vai contar seus 70 anos de carnaval A Beija-Flor de Nilópolis também divulgou seu enredo nesta terça-feira (10) para 2019. A atual campeã do carnaval carioca vai exaltar os seus grandes desfiles na busca pelo de mais um título. O enredo ''Quem não viu, vai ver... As fábulas do Beija-Flor'', está sendo desenvolvido pelo comissão de carnaval formada por Cid Carvalho, Bianca Behrands, Victor Santos, Léo Mídia e Rodrigo Pacheco. O enredo, entre outras coisas vai celebrar os 70 anos que a Beija-Flor completa no dia 25 de dezembro. A ideia inicial partiu do presidente de honra da escola Anísio Abraão David. Mas a comissão faz questão de frisar que não se trata de uma simples reedição de enredo, mas de uma nova leitura dos carnavais memoráveis da azul e branco de Nilópolis. A Unidos da Tijuca programou divulgar seu enredo na noite desta quarta-feira (11), na quadra da escola. Até lá, compositores e componentes ficarão na expectativa. Todo o trabalho está cercado de segredo, ainda mais com a integração de Fran-Sérgio e Laíla à comissão de carnaval formada por Annik Salmon, Hélcio Paim e Marcus Paulo. Vejas os enredos das outras escolas do Grupo Especial Unidos do Viradouro: “Viraviradouro”, de Paulo Barros Acadêmicos do Salgueiro: “Xangô”, de Alex de Souza Imperatriz Leopoldinense: “Me dá um dinheiro aí”, de Kaká e Mário Monteiro Império Serrano: “O que é, o que é?”, de Paulo Menezes São Clemente: “E o samba sambou”, reeditado por Jorge Silveira Unidos de Vila Isabel: “Em nome do pai, do filho e dos santos – a Vila canta a cidade de Pedro”, de Edson Pereira Mocidade Independente de Padre Miguel: “Eu sou o tempo. O tempo é vida”, de Alexandre Louzada Paraíso do Tuiuti: “O salvador da pátria”, de Jack Vasconcellos Portela: “Na Madureira moderníssima, hei sempre de ouvir uma Sabiá”, de Rosa Magalhães Estação Primeira de Mangueira: “História para ninar gente grande”, de Leandro Vieira Acadêmicos do Grande Rio: “Quem nunca...? Que atire a primeira pedra”, de Márcia e Renato Lage União da Ilha do Governador: “A peleja poética entre Rachel e Alencar no avarandado do céu”, de Severo Luzardo Beija-Flor de Nilópolis: "'Quem não viu, vai ver... As fábulas do Beija-Flor'', de Cid Carvalho, Bianca Behrands, Victor Santos, Léo Mídia e Rodrigo Pacheco


Bandas que tocaram no carnaval esperam cachê da Prefeitura do Rio há cinco meses
Quarta feira, 11 Julho 2018 09:53:51 -0000
Músico que há 20 anos se apresenta no carnaval carioca diz que isso nunca aconteceu. Pelo contrato, bandas receberiam R$ 10 mil pelos quatro dias de trabalho. Músicos contratados pela Prefeitura do Rio para tocar no carnaval 2018 não foram pagos Mais de cem músicos contratados pela Prefeitura do Rio para tocar no carnaval desse ano estão sem receber até hoje. Dezesseis bandas foram selecionadas para tocar durante os quatro dias de folia e o combinado com a prefeitura era que cada uma receberia R$ 10 mil pelos quatro dias de trabalho. Mas cinco meses depois do evento ninguém viu a cor desse dinheiro. O músico Lassaval Farias diz que a Riotur informa toda semana que o pagamento vai sair, mas até agora, nenhuma das bandas recebeu. “Agora, estou sabendo que nem previsão para efetuar o pagamento eles têm. Alguns estão mais necessitados. Eu, por exemplo, fiz um empréstimo para pagar alguns músicos que estavam precisando. A gente, infelizmente, depende desse dinheiro”, disse Farias. Ele contou que já toca no carnaval carioca há 20 anos e nunca passou por situação semelhante. Antigamente, 45 dias antes do carnaval eles pagavam 50% do cachê às bandas selecionadas. E, no máximo, 45 dias depois do evento quitavam o pagamento. “Cinco meses sem receber, nunca tinha acontecido. Primeira vez que acontece isso e os músicos estão muito tristes, muito chateados com isso”, afirmou Farias. A Riotur informou, através de nota, que vem mantendo diálogo constante com a Secretaria Municipal de Fazenda para buscar esse dinheiro e que espera, apesar dos entraves burocráticos da crise financeira, a previsão de pagamento aconteça o quanto antes. Mas não precisou uma data para cumprir o que foi acordado em contrato com as bandas.


Câmara aprova MP que liberou R$ 1,2 bilhão para intervenção no Rio de Janeiro
Quarta feira, 11 Julho 2018 02:09:20 -0000

Medida provisória foi editada por Temer em 27 de março e precisa ser aprovada pelo Congresso para virar lei em definitivo. Texto segue para análise do Senado. Deputados reunidos no plenário da Câmara durante a sessão desta terça-feira (10) Luis Macedo/Câmara dos Deputados A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (10) a medida provisória (MP) que liberou R$ 1,2 bilhão para as ações relacionadas à intervenção federal na área de segurança pública do Rio de Janeiro. O texto segue para análise do Senado. Editada pelo presidente Michel Temer em 27 de março, a MP já está em vigor desde a publicação, mas precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional para virar uma lei em definitivo. A intervenção foi decretada por Temer em fevereiro deste ano e deve durar até dezembro. A MP não detalha como os recursos deverão ser usados. Durante a sessão, deputados aliados ao governo afirmaram que o dinheiro servirá para custear: compra de veículos; armamento; munição; contratação de serviços e pessoal. Diante da falta de detalhamento no texto da MP, deputados da oposição fizeram discursos para criticar o governo. "Nós queremos acompanhar e cobrar cada centavo desse dinheiro para formação policial, proteção de testemunha e investigações", afirmou Chico Alencar (PSOL-RJ), por exemplo. "Vai se comprovando na vida real que essa intervenção foi uma decisão improvisada de marketing político, não deu soluções ao problemas de segurança no Rio de Janeiro, porque as marcas foram mais mortes e nenhuma solução. Vamos votar a favor para contribuir com soluções que ainda não vieram", declarou Jandira Faghali (PCdoB-RJ), também presente à sessão. Militares e policiais fazem maior operação desde que a intervenção foi decretada no Rio arC Cargos para a intervenção Os deputados ainda aprovaram, já no início da madrugada nesta quarta (11), a MP que criou o cargo de interventor federal do Rio de Janeiro, além de outros 66 cargos em comissão e funções comissionadas para o gabinete. Pelo texto, os cargos e as funções de confiança serão extintos em 30 de abril e em 30 de julho de 2019, ficando os ocupantes automaticamente exonerados e dispensados. A MP recebeu crítica de deputados da base e da oposição. Na avaliação de alguns parlamentares, não é o momento de criar cargos. Isso porque o governo vem enfrentando uma série de ajustes fiscais. O deputado Pedro Paulo (DEM-RJ), por exemplo, afirmou que o custo será de R$ 7 milhões por ano, valor que poderia ser melhor investido em munição, infraestrutura ou equipamentos. A relatora da MP, Laura Carneiro (DEM-RJ), rebateu. "Essa MP é simples, são cargos do interventor e sua cúpula. Não são cargos que vão durar para sempre, é apenas a organização da intervenção no Rio de Janeiro", afirmou.


Fonte:  G1 > Rio de Janeiro